Os cartões private label — aqueles exclusivos de uma loja — vêm se tornando um diferencial importante para quem tem seu próprio negócio, especialmente no setor varejista. Apenas em 2016, essa forma de pagamento cresceu em torno de 12% no mercado, melhorando a interação entre as empresas e seus clientes e contribuindo para a fidelização.

Em dados colhidos pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços, estima-se que, em 2022, os serviços de co-branded e de cartão próprio gerem cerca de R$ 293 bilhões em conjunto.

As vantagens em oferecer cartão próprio de loja são diversas e incluem a fidelização de clientes e consequente aumento de receita, mas alguns empreendedores têm dúvidas sobre como implementar essa ideia em seu negócio.

Se esse é o seu caso, confira aqui 5 dicas para implementar essa solução em sua empresa com sucesso!

1 – Anuncie o seu diferencial

Faça uma propaganda positiva do seu cartão private label: ofereça descontos especiais, promoções exclusivas, redução de anuidade e, assim, ganhará a fidelização de quem compra no seu negócio. O importante é mostrar para o cliente qual é o diferencial entre ter o seu cartão e usar um cartão de crédito bancário, ou seja, que vantagem ele leva!

2 – Conquiste um público mais amplo

É importante apontar, também, que esse tipo de cartão pode atingir os mais diversos tipos de pessoas, inclusive as não bancarizadas que, hoje em dia, representam 40% da nossa população. Já que o cartão não é vinculado a nenhuma conta bancária, o simples cadastro no sistema da loja pode gerá-lo, de forma facilitada.

Explique, ainda, como funciona o limite do cartão, já que a própria loja vai administrá-lo, bem como as formas de parcelamento disponíveis.

Com os cartões próprios de loja a chance de fidelizar o cliente aumenta exponencialmente, uma vez que a pessoa, periodicamente, vai até a loja para pagar o boleto do cartão (se esta modalidade for uma escolha do lojista). Com isso, muitos clientes acabam dando uma olhada “geral” nos demais produtos oferecidos e, muitas vezes, aproveitam para comprar algo de última hora.

3 – Ofereça promoções especiais

Além de ofertas exclusivas, pense em um sistema de troca de pontos ou outras promoções especiais que signifiquem vantagens para seus clientes que adquirirem o cartão. Promoções são sempre atraentes e incentivam a clientela a consumir seus produtos e a se fidelizarem.

4 – Invista no visual de seu cartão

Pode parecer uma dica secundária, mas não é: os cartões private label, em sua maioria, podem ser customizados pela loja. Por isso, é muito bom que se crie um design criativo e que chame a atenção dos clientes. A identidade visual de uma marca é importantíssima para o seu crescimento e consolidação no mercado. Lembre-se que sua marca será “carregada” no bolso do cliente!

5 – Desenvolva boas estratégias de marketing

Estude casos de sucesso de outras empresas (não necessariamente do mesmo ramo) que já possuam cartões private label e pense em estratégias similares para sua loja. Veja o que funcionou para os outros e descubra como adaptar essas iniciativas à sua realidade.

Por exemplo: empresas com cartão próprio no ramo do varejo costumam oferecer anuidade gratuita e um prazo maior de parcelamento para aqueles que possuem o cartão. A dica é estudar quais estratégias de mercado funcionaram para terceiros que possam funcionar também para o seu negócio e, assim, aumentar a chance de êxito na implementação do seu próprio cartão.

Além disso, você pode implementar outras formas de relacionamento integradas à solução tecnológica que auxiliará esta gestão, como o envio de mensagens SMS, pois é uma forma de agilizar a comunicação e garantir uma informação mais precisa ao cliente.

Como você pode concluir, os cartões exclusivos trazem diversas vantagens ao cliente e à empresa. Com essas dicas, você já se sente preparado para ter um cartão próprio de loja? Leia aqui mais vantagens da implantação dessa solução para o seu negócio!

 
Share: