É possível que você já tenha lido outros artigos em nosso blog sobre os benefícios que um cartão próprio da loja pode oferecer. No entanto, hoje focaremos em uma característica específica, que também é baseada na resposta para a seguinte pergunta: qual é o bem mais precioso para o crescimento da sua empresa?

Acertou quem pensou em “informação”. No universo corporativo atual, a informação é poderosa, pois, quanto mais você souber sobre os seus clientes, fornecedores e parceiros, maior será o seu potencial para se destacar no mercado.

Tem dúvida sobre o quanto essa estratégia pode ajudar você e qual é a ligação desse assunto com o cartão próprio da loja? Continue acompanhando este artigo e entenda o essencial sobre banco de dados.

Qual a importância da informação no banco de dados?

Manter um banco de dados com informações sobre o seu público é importante para diversos aspectos ligados à melhoria dos processos e inovações em sua empresa.

Alguns dados estratégicos, ligados aos meios de pagamentos e ao comportamento e hábitos de compra do consumidor são essenciais para o planejamento de sua empresa. As organizações que podem contar com uma gestão precisa dos dados são capazes de estar à frente das ações e planejar com precisão suas atividades.

No entanto, conquistar, manter e gerir informações em um empreendimento não é uma tarefa simples. Esse processo complexo exige seriedade e dedicação, para que os dados colhidos representem a parte da sociedade que se interessa pelos seus produtos e serviços.

Como o cartão próprio da loja ajuda nesse sentido?

O cartão próprio da loja (ou private label), por sua vez, surge como uma opção diferenciada que pode ser oferecida como a peça-chave que se encaixará exatamente nas condições de pagamento e/ou benefícios que o seu público em específico necessita para comprar com você.

Adotar o private label como estratégia de mercado é o mesmo que investir em um setor de inteligência do seu negócio. Isso porque, quando os clientes passam a utilizar esse meio de pagamento, eles automaticamente repassam uma série de informações que poderão ser úteis para o desenvolvimento da empresa.

Quais informações são relevantes nessa tática?

A resposta para tal pergunta abre diversas vertentes que poderão ser convertidas em oportunidades para o seu negócio. Meses com mais compras, valor do montante gasto a cada compra, forma de pagamento preferencial (à vista ou parcelado, por exemplo), entre muitas outras informações poderão ser cruzadas.

Assim, você poderá traçar um perfil bem preciso dos clientes, moldando as estratégias de marketing para conseguir vendas direcionadas.

Que tal contar com essa sensível sintonia de dados para multiplicar o número de vendas, fidelizar os clientes e ainda por cima satisfazê-los com benefícios exclusivos?

Para quem quer ter uma base de dados com informações valiosas sobre seus clientes, aderir ao private label soa como uma estratégia perfeita. Afinal, um cartão que leva a logo da sua loja não é uma questão apenas de status da marca, mas de gestão da informação para que decisões sejam tomadas de maneira mais eficiente.

Como usar as informações estrategicamente?

Após o cruzamento destes dados e a transformação deles em informação rica para sua estratégia a pergunta é: o que fazer com tudo isso agora?

O primeiro passo é pensar em estratégias de marketing segmentadas, de acordo com os diferentes perfis de seus clientes. Por exemplo, você pode usar estas informações para criar ações de relacionamento em datas estratégias, como Dia dos Mães, Dia dos Namorados, Dia dos Pais, Black Friday, Natal, entre outras.

Além disso, muitas informações poderão ajudá-lo a ter um relacionamento mais estreito com seus clientes, a partir da interação estratégica por meio de mídias sociais e, usando ainda mais a tecnologia da administração própria do private label a seu favor, se comunicar com os portadores do cartão da loja diretamente via SMS ou e-mail, por exemplo, para fornecer informações sobre saldo/limite, agradecer um pagamento, etc.

Outra oportunidade é por meio do programa de fidelidade do cartão da loja. Você pode estimular seus clientes (a partir de uma segmentação ou não) a usarem preferencialmente o private label na hora da compra e, a partir do acúmulo de pontos, poder resgatá-los em outros produtos ou obter desconto em próximas compras.

Esperamos que você tenha gostado de saber sobre como o cartão próprio da loja pode ser uma técnica transformadora. Se você quer ficar por dentro das nossas postagens, assine agora mesmo a nossa newsletter!


Share: