Em tempos de recuperação econômica e, consequentemente, maior controle financeiro pela população, o cartão próprio da marca — também conhecido como private label — efetiva-se como uma alternativa inteligente para atrair e fidelizar clientes.

Isso acontece porque esse meio de pagamento é encarado como um recurso que expande o poder de compra do consumidor na hora de adquirir produtos ou serviços.

Além de servir como uma oportunidade descomplicada de pagamento, o cartão próprio da marca é uma opção para não comprometer o limite do cartão de crédito do cliente.

Para a empresa, a vantagem está em ter maior controle das vendas, na fidelização da clientela e no aumento do tíquete médio. Ou seja, disponibilizar um cartão próprio da marca pode ser um fator fundamental para o fortalecimento do negócio.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, leia o artigo e descubra como convencer o cliente a fazer o cartão da sua loja!

Ofereça descontos maiores

Para convencer o cliente a fazer o cartão próprio da loja, é importante que ele compreenda e não tenha dúvidas dos privilégios que terá ao optar por essa modalidade de pagamento. Para tanto, uma boa alternativa é oferecer descontos maiores do que os que ele conseguiria se fosse pagar com o cartão de crédito convencional.

Todo mundo gosta de um desconto e se a sua loja souber como aplicar essa tática, pode ter certeza de que você promoverá a fidelização de seus clientes de forma mais efetiva.

Conceda melhores opções de pagamentos

Embora o cartão próprio da loja seja uma ótima opção por si só, o interessante é deixar isso bastante claro para o consumidor. Ele precisa saber, por exemplo, que, com esse recurso, terá um prazo maior para começar a pagar ou que poderá parcelar em até “x” vezes sem juros.

Você pode estudar os dois exemplos citados acima, mas também pode oferecer um cartão com juros menores do que os praticados pelos concorrentes, limite atrativo e que pode ser compartilhado com os dependentes, além de outros atrativos atrelados ao cartão, como a adesão a um seguro, por exemplo.

Sua empresa também pode conceder descontos ou créditos em compras (como um programa de fidelidade), opções de datas para o vencimento, facilidades no parcelamento da fatura e outros benefícios propiciados por essa estratégia de pagamento.

Considere a população não “bancarizada”

Algumas empresas têm falhado na hora que um consumidor concorda em fazer o cartão private label. A demora no tempo de espera para conseguir o cartão da marca, a dificuldade para comprovação de renda de clientes não bancarizados e a burocratização de um recurso que deveria ser uma facilidade acabam por afastar os clientes.

O ideal é ter em mente que o cartão próprio da loja vai atrair justamente a parcela da população que trabalha na informalidade, dispõe de pouco tempo para ficar em comércios, não consegue comprovar renda e que, por esses motivos, não tem acesso aos serviços bancários ou aos cartões de crédito.

A sua empresa deve focar em sanar as necessidades desse perfil de consumidor que deseja e precisa consumir produtos, mas que, muitas vezes, não tem condições de pagar à vista. Logo, é fundamental que você demonstre que, com essa alternativa de crédito, seu comércio solucionará de vez esse problema que ele enfrenta.

Desenvolva ações de marketing para o cartão próprio da loja

Para que seus clientes saibam dos benefícios e facilidades que conseguirão ao fazer o cartão da sua loja, é preciso que você desenvolva ações de marketing certeiras que demonstrem esses pontos.

É importante frisar que abordagens desconexas e desesperadas dos vendedores podem ser, muitas vezes, inúteis para convencer o cliente a fazer o cartão próprio da loja. Aliás, dessa forma, ele só se sentirá encurralado e inseguro com o seu negócio.

Sendo assim, a estratégia de marketing é a melhor maneira para apresentar esse recurso ao seu público-alvo. Você pode, por exemplo, disponibilizar uma explicação atrativa no site da sua loja ou fazer uma postagem nas mídias sociais, convidando o usuário para conhecer mais as vantagens do cartão.

Além disso, é importante sinalizar, na própria loja, como funciona o cartão, como o cliente pode solicitá-lo e outras informações importantes que estimulem sua adesão.

Outra ideia, é utilizar marcadores nos produtos da loja, apontando preços diferenciados para os clientes que utilizam o cartão. Desse jeito, os vendedores não intimidarão seus clientes e o cartão próprio da loja passa a ser desejado por oferecer condições mais atrativas — entre outras vantagens.

Aumente o tíquete médio

Outra forma de chamar a atenção do cliente em relação ao cartão próprio da marca é estimular o uso do cartão, tornando-o o meio preferencial de compra pelos seus clientes e, por consequência, sua loja conseguirá aumentar o tíquete médio de compra na loja — que consiste no valor que o cliente costuma consumir a cada compra com o estabelecimento — será elevado.

Estabelecer um programa de fidelidade, por exemplo, é uma das formas de estimular a recorrência de clientes em seu comércio, pois estas condições vantajosas tornam sua empresa como preferida em relação às outras.

Além disso, é importante pensar em um limite atrativo de crédito, obviamente, a partir de uma política de crédito bem planejada, após uma análise nos órgãos de proteção ao crédito e a liberação do uso do cartão da loja para o cliente.

Assim como já foi dito, uma vez que o cliente conta com melhores opções de pagamento, ele se torna suscetível ao consumo por impulso, o que também está diretamente relacionado ao aumento do valor de aquisição final. A consequência é que seu negócio terá muito mais lucro.

Estabeleça um programa de fidelidade

Caso você queira que o consumidor faça o cartão próprio da loja e, ainda, busque aumentar os ganhos do seu negócio, é imprescindível adotar um programa de fidelização.

Um programa de relacionamento bem estruturado faz com que o negócio fique mais próximo do cliente e tenha chances de analisar as suas necessidades e preferências.

Hoje, muitas empresas se questionam sobre o porquê de seus consumidores não retornarem. A resposta para isso é fácil: eles estão comprando na concorrência. Afinal, nem sempre a qualidade do seu produto ou a variedade da sua loja são argumentos suficientes para fazê-los voltar.

Com um programa de fidelidade, sua empresa terá melhores condições para driblar essa situação, pois poderá oferecer prêmios e descontos pontuais para aqueles que compram sempre.

Pratique condições mais atrativas de pagamento

Outra forma de convencer o consumidor a adquirir o cartão próprio da marca é praticando condições atrativas de pagamento, como flexibilização de juros, parcelamentos diferenciados, etc. Faça uma pesquisa para descobrir qual é o valor adotado pelas lojas concorrentes e tente ofertar algo ainda mais competitivo.

A possibilidade de parcelar suas compras com taxas atrativas, certamente, fará com que o cliente pense e considere o cartão próprio do seu comércio na hora de fazer uma aquisição.

Aliás, é conveniente que ele enxergue essa possibilidade como uma inovação nos meios de pagamento, como algo para facilitar seu poder de compra.

Ofereça resgates realmente atrativos para o consumidor

Apesar dos benefícios evidentes de um programa de fidelidade — tanto para o consumidor como para a empresa —, é importante ter cuidado, pois só o cliente é capaz de indicar o que é interessante ter como recompensa.

O cartão próprio da marca é um ótimo recurso para conhecer melhor o perfil de seus clientes, já que a loja passa a ter mais controle sobre as vendas, tendo informações importantes para melhorar a segmentação e relacionamento com o consumidor, como frequência de compras na loja, tíquete médio, comportamento em relação ao pagamento, entre outros.

Ou seja, o cartão assume o papel de um indicador, apresentando informações valiosas na hora de desenvolver estratégias de marketing mais eficientes e ofertar promoções, descontos e benefícios que realmente tenham valor para cada perfil de cliente que compõe o seu público-alvo.

Portanto, a nossa sugestão é que você aplique uma pesquisa em seu público para identificar o que ele deseja receber. Por exemplo, é válido identificar se o que mais chama a atenção do seu cliente são as trocas por produtos da loja ou se o desconto em compras oferece melhor resultado. Diante disso, invista na divulgação desses benefícios do programa de fidelidade.

Fidelize os clientes por meio dos benefícios

O cartão próprio da marca por si só já é um ótimo recurso de fidelização, já que o consumidor que o adquire terá preferência pelo estabelecimento quando for fazer suas compras. No entanto, é importante utilizar algumas estratégias para promover a fidelização de forma mais eficiente.

Um cliente que opta pelo cartão de sua loja toma essa decisão levando em conta os benefícios que terá. Portanto, é fundamental que ele realmente possa contar com condições especiais aos que têm o cartão.

Proporcionar crédito em compras ou descontos, por exemplo, são apenas algumas das inúmeras formas de oferecer vantagens que atraem o comprador para a utilização do cartão próprio da marca da sua empresa.

Agora, você já sabe como convencer o consumidor a fazer o cartão próprio da marca e está preparado para fidelizá-lo! Dessa maneira, a sua empresa pode planejar de forma mais segura a administração do private label e estar preparada para o aumento nas vendas.

O artigo sobre os principais benefícios do cartão da própria marca foi útil para você? Então, que tal aprender mais sobre gestão de crédito e garantir a saúde financeira da sua loja? Confira o nosso e-book sobre a importância da gestão de crédito como diferencial no varejo!


Share: