No índice de situações que mais trazem preocupação para os empreendimentos residenciais, está a segurança dos condomínios. Para reverter esse cenário, onde os gastos podem comprometer boa parte do orçamento, a portaria remota está tomando cada vez espaço, principalmente nos casos de condomínios verticais.

O aliado substitui a figura do agente de portaria com a promessa de garantir a qualidade no controle de acesso de pessoas e veículos. Com a presença da tecnologia inibindo gastos com salários e encargos trabalhistas, os custos e a margem de erro são reduzidos.

Porém, quem deseja investir no uso da portaria remota precisa educar os moradores do condomínio quanto ao uso dessa solução. Por isso, vamos explicar neste artigo como essa conscientização pode acontecer. Acompanhe!

Crie um conselho de segurança

Em primeiro lugar, busque criar um conselho com pessoas dedicadas à segurança do condomínio. Você poderá contar com, pelo menos, quatro pessoas que se reunirão unicamente para discutir o assunto, mapeando as fragilidades do ambiente e considerando possíveis soluções.

Vale dizer que a comissão precisa ser conhecida e aprovada pela assembleia, que atestará a autonomia do grupo para fazer escolhas, desburocratizando os processos.

Estabeleça normas

Normas e procedimentos precisam ser estabelecidas e divulgadas entre todos os funcionários e moradores. Antes disso, é importante que você encontre uma empresa capacitada para diagnosticar a segurança no condomínio. Um profissional mais atento poderá recomendar as medidas protetivas, garantindo mais segurança.

Depois desse mapeamento, você terá melhores condições de elaborar as normas internas, baseadas no apoio profissional, definindo penalidades para quem descumprir as ações.

 

Controle de acesso: o guia para garantir a segurança do condomínio
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

QUER SABER MAIS SOBRE O ASSUNTO? APROVEITE PARA BAIXAR ESTE CONTEÚDO!

Treine os moradores

Com normas definidas, o próximo passo é iniciar o treinamento dos moradores. Essa etapa de ensino não precisa ter complicações. Basta que ela esteja voltada para o cumprimento das normas.

Todos os moradores devem compreender que o acatamento das regras é um dever de quem decide viver no condomínio, e que acima das penalidades que existem para quem descumprir, é a proteção das famílias que está em jogo. Pequenas ações podem fazer grande diferença!

Saiba como selecionar funcionários

O foco deste artigo está na educação dos moradores, mas não podemos deixar de lado as pessoas que trabalham no condomínio.

Quem quer implementar a cultura preventiva e eliminar a maior quantidade possível de riscos de segurança no condomínio, deverá saber fazer investimentos inteligentes.

Assim como na portaria assistida, de nada adianta contratar a portaria remota, mas não investir em uma boa seleção de funcionários. Por isso, opte sempre por contratar pessoas capazes de assimilar treinamentos, tomar decisões e seguir regras.

Invista em reciclagem

Todos receberam o treinamento adequado e estão seguindo conforme o padrão estabelecido? Muito bem! Mas, infelizmente, não acaba aí. Um bom período para promover a reciclagem dos treinamentos é de semestre em semestre.

Os criminosos estão sempre procurando novas estratégias para agir de má-fé. Se eles se atualizam, a administração não pode ficar parada. Fuja da acomodação e mantenha todos os envolvidos no empreendimento sempre em busca de aumentar os níveis de proteção.

Seguindo nossas dicas, a portaria remota jamais será um problema para o seu condomínio. Não esqueça de colocar tudo em prática e seguir a INFOX nas redes sociais. Estamos no Facebook e no LinkedIn!

Share: