Com a alta competitividade do segmento varejista, torna-se fundamental criar uma estratégia de expansão de canais de vendas a fim de quebrar as barreiras de comunicação e relacionamento, tanto com clientes quanto com fornecedores. 

Para isso, é importante não ter receio de investir em novas modalidades de contato, pois o público não quer somente uma loja para comprar, mas também criar vínculo com o estabelecimento/marca.

Pensando nisso, selecionamos, neste artigo, algumas dicas para que você possa fazer isso da melhor maneira possível. Confira!

Tenha presença on-line

É muito importante que você tenha presença em redes sociais, em especial no Facebook. Isso porque esse canal é acessado pela maioria das pessoas todos os dias. Por conta dessa realidade, é importante que você crie uma fanpage da sua loja para promover campanhas de marketing e aumentar a interação dos clientes com a sua marca.

Essa estratégia pode ser decisiva para muitos consumidores, motivando-os a se deslocarem até o seu estabelecimento para realizar compras de produtos promovidos por meio da mídia social.

Também é importante considerar a criação de um site para intensificar suas campanhas e aumentar o poder de escolha dos clientes, com a descrição dos produtos à venda, por exemplo.

Alinhe os canais de vendas

Como o público de hoje é altamente seletivo e usa a tecnologia para tomar a decisão de compra, já não há como desassociar o mundo físico do mundo virtual — as pessoas circulam entre eles constantemente —, e os diversos canais não devem ser encarados como concorrentes. Afinal, as pessoas prezam pela flexibilidade e liberdade de escolha.

Pode ser que o cliente esteja dentro do seu estabelecimento acessando o seu site para comparar preços e pesquisar mais variedades de um mesmo produto. Isso ocorre porque as lojas físicas têm limite de espaço, ao contrário da internet, que é uma vitrine quase infinita.

Sem contar que pode ser que a pessoa esteja na sua loja para fazer o “test drive” do produto, mesmo que depois ela efetue a compra pelo site. Os varejistas que não notaram essa realidade estão ficando para trás.

Utilize vídeos para promover seus produtos

Devido à velocidade da internet e a consolidação das câmeras em dispositivos móveis, nós estamos nos tornando produtores de conteúdo em vídeo. Seja pelo Instagram, Snapchat, Facebook ou Youtube, elaboramos e compartilhamos pequenos filmes. Todos são atores, todos são roteiristas. É fundamental atentar a essa nova forma de se comunicar. Portanto, abra esse canal com os clientes para que eles falem da sua marca por meio dessas plataformas.

Explore novos formatos de canais de vendas

O varejo brasileiro vem explorado o conceito de omnichannel, (que baseia-se, resumidamente, na convergência de todos os canais utilizados por uma empresa). A exploração planejada deste conceito permite fazer com que o consumidor não veja diferença entre o comércio online e o offline.

Uma tendência é a venda assistida, onde os vendedores acessam informações sobre o produto, consultam estoques, fazem orçamentos e finalizam vendas de maneira dinâmica — a partir de um dispositivo móvel, por exemplo — proporcionando mais agilidade às vendas, além de diminuir o tempo de atendimento e oferecer a possibilidade de melhor controle do estoque.

Invista em cartões de marca própria

Os cartões private label — popularmente conhecidos como cartão próprio da loja — garantem mais um canal de vendas e podem aumentar as chances do cliente frequentar a sua loja por mais vezes. Por exemplo, ele pode circular dentro do ambiente e conferir outros produtos antes de efetuar o pagamento da fatura no caixa.

Além disso, é possível elaborar campanhas de fidelização para os usuários do cartão, como pontos de fidelidade/recompensa, o que pode aumentar suas vendas ainda mais. Sem contar que você também pode personalizar o cartão de acordo com as características da sua marca. 

Estreite o relacionamento com seus fornecedores (B2B)

Procure fornecedores que podem oferecer canais de comunicação diretos com você. Dessa forma, os produtos serão entregues corretamente e no prazo combinado. Trabalhe com parceiros que possam dar respostas flexíveis e ágeis.

Realize uma análise detalhada dos seus fornecedores a fim de verificar se eles conseguem entregar itens com qualidade e grande variação de estilos e identifique se os custos logísticos podem oferecer um preço justo/competitivo.

Não se esqueça de que também é importante ter um bom número de marcas fornecedoras para garantir a variedade que a loja necessita para satisfazer todos os clientes.

Com as dicas deste artigo, você certamente já é capaz de criar uma estratégia de expansão de canais de vendas para sua loja. Aproveite essa oportunidade e utilize o campo de comentários abaixo para fazer perguntas, sugestões e compartilhar suas experiências no ramo!

 

Share: