Você sabe o que uma empresa de TV por assinatura, uma grande rede de lojas de departamento e aquele restaurante de comida caseira com programa de fidelidade têm em comum? Todas essas empresas usam como modelo de negócio, mesmo que parcialmente, estratégias de receita recorrente. 

O objetivo dessa metodologia é criar um vínculo com o cliente a partir de pagamentos periódicos. Em geral, as características desse modelo variam conforme o ramo de atuação da empresa. 

Entre os principais benefícios de adotar essa estratégia estão a proximidade com o cliente, o aumento da competitividade da empresa e, não menos importante, a previsibilidade na entrada de receita. 

Quer saber mais? Continue lendo este artigo e confira algumas dicas para começar a aplicar esse modelo de negócio na sua empresa! 

Estude as vantagens desse método 

Melhor relacionamento com o cliente, divulgação espontânea e aumento da fidelização são algumas das grandes vantagens de uma estratégia de receita recorrente. O estreitamento da relação com o cliente acontece porque a empresa passa a conhecer seus hábitos quando tem acesso a seus dados.

Com essas informações, podem-se fazer correções estratégicas. Em modelos de negócio em que a empresa não conheça mais sobre eles, é fácil encontrar problemas de interpretação.

Se o produto atende plenamente às expectativas do consumidor, é provável que ele fale bem da marca espontaneamente. Se sua empresa/loja puder oferecer um meio alternativo de pagamento, melhor ainda!

É o caso do cartão próprio da loja, que oferece uma série de benefícios ao cliente, como descontos, parcelamento diferenciado, programas de resgate de pontos, entre outros.

Veja outras vantagens para o lojista:

  • melhora a recorrência de clientes na loja, além de estimular as compras e, consequentemente, o tíquete médio;
  • cria a oportunidade de planejar ações de marketing segmentadas para os clientes que possuem o cartão;
  • promove a marca da empresa;
  • contribui para o aumento da receita recorrente da empresa, pois você gera um vínculo de compras a partir do uso preferencial do cartão pela sua clientela, além de ser possível agregar outros serviços, como seguro atrelado ao cartão, etc.
  • aumenta a fidelização.

Escolha um modelo para seguir

As vantagens da receita recorrente só devem aparecer se for escolhido o modelo correto. Tudo depende da área de atuação e das características da companhia. 

Em lojas de varejo, pode-se optar por oferecer cartões próprios, atrelados a um programa de fidelidade, por exemplo. Esse método de pagamento é mais moderno do que o crediário e ajuda a aumentar a fidelização.

Um cliente com cadastro, crédito adequado à sua realidade e benefícios em uma loja dificilmente escolheria o concorrente para comprar o mesmo produto.

Além do aumento do tíquete médio das compras desses clientes, obtido com estímulos ao uso do cartão, existem serviços financeiros que podem ser oferecidos aos clientes, como recarga de celular e seguro. Assim, ele está sempre em contato com a imagem do negócio.

Utilize indicadores apropriados

Sem boas informações, é difícil fazer boas escolhas. Por isso, existem as métricas. Entre as principais está a receita recorrente mensal, que permite projetar o volume da receita no período. Veja outros indicadores importantes:

  • receita média por cliente;
  • faturamento anual recorrente;
  • custo de aquisição de clientes (CAC) – muito importante se sua empresa tiver um e-commerce, por exemplo;
  • valor do tempo de vida do cliente (lifetime value), que pode ser calculado basicamente com os indicadores: LTV = Valor ticket médio x Tempo de retenção de clientes.

Faça lançamentos e crie programas de fidelidade 

No varejo, essas táticas dão bons resultados. Para o cliente fazer uma nova compra, ofereça outros produtos e encare a inovação como algo estratégico. Clubes de assinaturas, por exemplo, que têm feito sucesso nos últimos anos, usam o fator surpresa e mantêm a novidade sempre presente no portfólio. 

No caso dos programas de fidelidade, pode-se desenvolver uma estratégia de marketing para agregar valor aos integrantes da base de clientes. Afinal, a ideia é que eles se tornem uma espécie de clube.

Agora, você já sabe que o modelo de receita recorrente ajuda a reter os consumidores, a aumentar as receitas e a conhecer melhor os clientes. Outra vantagem é que essa estratégia produz muitos dados. Com uma boa análise dessas informações, é possível fazer escolhas muito mais certeiras.

Você empreende no varejo e precisa melhorar sua gestão? Entre em contato com a gente e conheça nossas soluções!

Share: