Os moradores de condomínios, no geral, preocupam-se com uma questão primordial: a segurança. Para atender a esta demanda, síndicos e administradores devem buscar alternativas para garantir o convívio seguro entre moradores e visitantes.

Seja qual for, a seguridade do condomínio pode ser melhorada e facilitada com o uso de tecnologias fornecidas por empresas especializadas. Confira algumas delas no artigo de hoje!

Procurar por Eficiência

É recomendado procurar por fornecedores que, em sua premissa, escolham bons bancos de dados que possibilitam grande confiabilidade na proteção de dados e acesso às suas informações.

A solução deve ser adequar à operação do condomínio, isto é, independente do seu tamanho — em número de lotes, volume de acesso, etc — o projeto deve levar em conta este perfil, oferecendo a solução que mais se encaixa com a necessidade do condomínio.

Vale buscar empresas estabelecidas no mercado, afim de dividir a responsabilidade e ter maior respaldo na tomada de decisão.

A empresa de maior eficiência para ser contratada é aquela que traz tranquilidade aos moradores, permite que os administradores e equipe de proteção foquem em suas atividades de rotina e promova mais segurança na gestão das informações.

Tecnologias e Segurança de Condomínios

O avanço da tecnologia permite aumentar, sem dúvidas, o nível de resguardo dentro de sua área domiciliar.

A empresa responsável pela solução de controle de acesso pode agilizar a portaria, por exemplo, sem perda no controle de entrada e saída de pessoas, por meio da emissão de identificação de usuário com foto e visualização eletrônica, pesquisa de visitantes cadastrados por RG, nome e placa de carro, identificação de quem autorizou a visita e muitos outros.

A ABESE — Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança — recomenda utilizar uma técnica preventiva que detecta irregularidades de forma que sejam tomadas as devidas providências. Deve-se levar isso em consideração com a colaboração da contratada e chegar a essa solução da melhor forma possível.

Averiguações do local, análise do fluxo da portaria e conversas com a pessoa que administra o complexo de moradias pode resultar em assessoria para que, junto à experiência e confiança da empresa sobre segurança, haja um projeto de portaria que visa resguardo e controle, assim como o projeto físico e sua instalação.

Quem são os Indivíduos Relacionados?

Podemos colocar as pessoas responsáveis pela proteção de condomínios em três grupos, destacando seus papéis primordiais:

  • Síndicos: promovem a conscientização dos moradores quanto às tecnologias instaladas e acesso, monitoram comunicação com a empresa de seguridade, padronizam identificação de visitantes.
  • Moradores: participam de assembleias e reuniões, se atentam às medidas e às suas próprias seguranças, observando imediações ao entrar e sair da residência.
  • Funcionários: cumprir regras estabelecidas ao complexo, identificar todos os visitantes, em veículos ou não, solicitar, em caso de entregas em domicílio, que o morador vá receber o solicitado na portaria.

Os síndicos no começo da pesquisa e instalação das medidas de defesa são a fonte da confiança aos moradores e devem se ater a mais funções ainda. Além da administração, existem mais atribuições que devem ser cumpridas.

Quer receber mais dicas como estas para melhorar a gestão do seu condomínio? Curta nossa página no Facebook, siga nosso Blog e mantenha-se sempre informado!

 

Share: