Qual o varejista que não deseja vender mais, principalmente em épocas especiais, como final de ano? Para conseguir isso, toda estratégia bem pesquisada é válida. Nesse artigo, falaremos sobre a possibilidade de usar o crediário para aumentar suas vendas no período que se aproxima.

Quando bem usado, o crediário é uma boa solução para as vendas de final de ano. Leia e confira!

Conte com regras bem definidas

Para evitar contratempos e minimizar os riscos, é fundamental que as regras de crediário fiquem bem claras. O cliente deve ficar ciente de como as coisas funcionam e estar disposto a aceitá-las.

Não forneça crédito a pessoas que estão negativadas no comércio. Por isso, é fundamental fazer uma análise de crédito de seus clientes e confirmar que estão com o nome limpo realmente.

Lembre-se de que o controle da inadimplência é importante para a educação financeira da clientela, para evitar que ela se envolva em dívidas cada vez maiores, que podem levá-la à ruína. Ou seja, tanto para o comércio como para o consumidor, o gerenciamento da inadimplência é eficaz e uma forma de otimizar a economia brasileira.

Tenha um sistema de cadastro

Aproveite a tecnologia e mantenha um sistema de cadastro dos clientes para arquivamento do histórico de compras e pagamentos.

A partir deste tipo de solução tecnológica, você poderá efetuar um controle mais eficiente da concessão de crédito. Aqueles clientes que são sempre pontuais podem, inclusive, ter direito ao limite de crédito ampliado — será bom para ele e para você, que vai vender mais a um consumidor confiável.

Fique atento aos prazos

Divida em quantas parcelas for viável. Não adianta dividir em 10 ou 12 parcelas se isso vai causar prejuízos ao seu comércio. Faça uma experiência e veja o comportamento dos clientes: a quantidade máxima de parcelas que a maioria deles adota, a pontualidade em cumprir esse prazo e o impacto que tem sobre o caixa de sua empresa.

Depois de uma análise, decida. Uma sugestão é optar pelo número máximo de 6 parcelas, ou seja, meio ano. Lembre-se de que, quanto menor a quantidade de parcelas, mais rápido será o retorno.

Tenha cuidado com a inadimplência

Por meio do sistema de cadastro, fique alerta à inadimplência e, dentro do possível, evite-a. Além de consultas aos órgãos de proteção ao crédito, busque outras informações (com outros clientes e lojistas), cruze dados do SPC/Serasa com dados sobre o nível de endividamento do consumidor (Quanto de sua renda está comprometido? Quantas parcelas ainda faltam pagar? Qual o data de vencimento? Quais os valores de crediários que estão em andamento?).

É possível fazer esse cruzamento de dados com uma solução automatizada, que otimiza a gestão financeira do negócio.

Harmonize as vantagens para o empreendedor e para a clientela

Lembre-se de que utilizar o crediário é uma boa maneira de melhorar seu relacionamento com o cliente. A crise econômica e a elevada concorrência exigem que você ofereça melhores condições de pagamento, que ele se sinta mais satisfeito e possa realmente tornar-se um cliente fidelizado (além de um divulgador de sua empresa e de seus produtos). O relacionamento com o cliente deve ser de confiança entre ambas as partes.

Como alternativa para a modernização do crediário, o varejista pode ter seu próprio cartão de crédito, solução já adotada por diferentes lojas. Sem dúvida, a venda no cartão é uma estratégia eficaz para aumentar o potencial competitivo de seu negócio.

A divulgação de suas alternativas de pagamento não devem ficar de fora de sua estratégia! Considere divulgar seu crediário ou a modalidade do cartão próprio da loja por meio de todos os canais, inclusive a web. Caso tenha uma loja virtual, isso é essencial, pois a maioria dessas lojas também proporciona o crediário para seus clientes.

Quer obter mais informações sobre gestão de crédito? Então baixe nosso e-book gratuitamente!

capa
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Baixe aqui
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Baixe o e-book agora mesmo!

Share: