Você sabe como precificar um produto corretamente? Para definir o preço de venda, alguns aspectos precisam ser considerados de modo a garantir a satisfação do consumidor e enfrentar a concorrência sem comprometer o faturamento da sua loja.

Quer estabelecer um valor justo e, ao mesmo tempo, competitivo para vender suas mercadorias? Assegure a lucratividade do seu negócio e evite prejuízos desnecessários acompanhando este artigo. Confira!

1. Saiba quais são os custos

Saber quanto você gastou para produzir ou comprar cada unidade do que será vendido é fundamental para dar início à precificação — por essa razão, é necessário conhecer os custos fixos e variáveis do seu negócio.

A diferença entre as duas classificações é simples: a primeira ocorre todo mês igualmente, enquanto a segunda, como o nome sugere, varia em função do número de vendas.

2. Conheça os impostos

Os impostos também devem ser considerados para precificar sua mercadoria, pois o regime tributário — Simples nacional, Lucro presumido e Lucro real — em que a sua empresa está enquadrada vai dizer quais tributos incidem no preço de venda, como ICMS e IPI.

Além disso, os outros impostos que recaem sobre a compra do seu produto também são valores que merecem atenção. Entretanto, caso existam dúvidas com relação ao regime tributário em que o seu empreendimento está inserido e demais questões relacionadas ao tema, o ideal é conversar com o contador antes de seguir com a precificação.

3. Calcule as despesas

As despesas são gastos referentes à estrutura administrativa e comercial da empresa, bem como investimentos, isto é, tudo aquilo que dá suporte para que o empreendimento alcance seus objetivos e não se relaciona diretamente ao produto que é comercializado.

Assim como os custos, as despesas apresentam valores fixos e variáveis que devem ser cuidadosamente avaliados no momento de precificar a mercadoria. Caso contrário, o faturamento da sua loja pode ser insuficiente para cobrir os gastos com a venda e causar outros prejuízos.

4. Defina o seu lucro

É importante ressaltar que a política de preços não deve funcionar apenas para garantir que sua loja cubra gastos, mas também para proporcionar lucro. A fórmula simples para efetuar esse cálculo, é:

Lucro = Receita – (custos + despesas)

De modo geral, o correto é buscar pelo equilíbrio, lembrando sempre que valores muito baixos podem comprometer as finanças do negócio, enquanto preços muito altos podem afastar os consumidores — inclusive, essa é uma dica válida para a Black Friday.

5. Faça cálculos para precificar

A forma mais fácil de precificar um produto é mediante a soma entre todos os seus custos, despesas e percentual de lucro. Contudo, a precificação é subjetiva — enquanto alguns fatores são facilmente mensuráveis, outros são difíceis de serem transformados em um valor.

Para lidar com esse desafio do varejo, existem algumas fórmulas que garantem maior precisão na hora de estabelecer preços. Uma maneira descomplicada de iniciar essas contabilizações é por meio do passo a passo a seguir:

  1. calcule o percentual do custo fixo (CF);

% CF = custos fixos (média mensal) x média de vendas

  1. conheça o percentual de custos de comercialização (CC) do produto, que corresponde, principalmente, aos impostos e às comissões;
  2. determine a taxa de marcação (TM);

TM = 1 – (% CC + % CF + % Lucro)/100

  1. considere o custo de mercadoria vendida (CMV), isto é, o gasto real para que a mercadoria chegue até a prateleira e seja vendida — para isso, identifique os valores de estoque inicial (EI), compras do mês ou período (C) e estoque final (EF);

CMV = EI + C – EF

  1. descubra o preço de venda a vista (PVV).

PVV = CMV / TM

Existe, ainda, a possibilidade de definir o preço de venda do produto utilizando a margem de contribuição para o cálculo. A fórmula é simples, confira:

Preço de venda = custos variáveis / 1 – ((margem de contribuição + despesas variáveis) / 100)

Agora você já sabe como precificar um produto e a importância de cada um desses tópicos para garantir a saúde financeira do seu negócio. Portanto, avalie sua prática de precificação e faça os ajustes necessários para potencializar seu faturamento.

O que acha de ajudar outras pessoas compartilhando este artigo em suas redes sociais?

Share: