Em meio a mercados consumidores competitivos, a tarefa de empreender um negócio, além de burocrática, é difícil do ponto de vista organizacional, pois requer controle por parte dos empresários. Inicialmente, tal administração pode ser realizada com o auxílio de fichas ou de planilhas eletrônicas.

Mas ao fazê-la, não são alcançados todos os benefícios da gestão tecnológica que, se aplicada desde o início das atividades, pode trazer muitos benefícios a longo prazo. Um dos grandes problemas é o custo imediato o que, muitas vezes, inviabiliza a contratação de um sistema ERP.

Porém, um item que deve fazer parte dos Planos de Negócios de qualquer empreendimento são os benefícios da gestão tecnológica para as PMEs, não acha? Verifique-os no nosso artigo de hoje!

Planilhas demandam retrabalho e análise constante

Não é fácil quantificar o que se gasta com o uso de planilhas eletrônicas, pois muitas vezes, as licenças são adquiridas com os próprios computadores. Mas e o tempo que um funcionário perde formatando, inserindo os dados e, às vezes, tendo que reinseri-los em outros lugares?

Essas informações são mais suscetíveis a erros de preenchimento e de demora na apresentação, o que inviabiliza uma gestão de longo prazo. O custo da correção de erros e do lapso temporal para geração de informações importantes faz o “barato” das planilhas ficar mais “caro” que os sistemas ERP, desenvolvidos especificamente para PMEs.

Os processos do dia a dia ficam mais simplificados

Com a utilização de controles manuais, a compra de estoques representa um lançamento no setor de inventário, depois, um aviso para o setor contábil e outro para o setor financeiro, que é a tesouraria ou o setor de contas a pagar. São três atores para uma única operação. Com a utilização de um sistema parametrizado, apenas a entrada e o valor dela são necessários, pois como os setores são integrados, tudo ficará atualizado, evitando burocracia e deixando mais tempo livre para os funcionários.

Adequação às necessidades de cada empresa

Se sua PME começa com dois funcionários, um ERP para esta estrutura pode ser adquirido a preços proporcionais à apresentada. Conforme ela for crescendo, devido à agilidade dos processos gerenciais, mais corpo o ERP deve ganhar e os custos continuarão seguindo proporcionais às necessidades da empresa. Isso é ótimo para garantir um controle eficaz de todas as tarefas, gerando um crescimento sustentável das operações.

Informações centralizadas são mais confiáveis

Com as planilhas deixadas de lado, sendo utilizadas apenas para pequenos controles, todas as informações ficam em um único lugar, facilitando a consulta, o controle e o manuseio delas. A curto prazo, isso facilita o planejamento.

Um exemplo é a necessidade de envio de um orçamento a um cliente novo. Com os dados de custos obtidos de uma única fonte, o processo terá os valores corretos, além de tempo necessário reduzido para a confecção.

Não há obsolescência devido à atualização constante

As empresas que oferecem estas ferramentas estão conscientes da necessidade de atualização constante. Isso é uma garantia para as PMEs de que o que é adquirido hoje, mesmo em dois ou três anos, estará atualizado com relação a regulamentações e a dispositivos legais. Pois a contratada também fornece este tipo de suporte, sempre de acordo com a necessidade de cada cliente PME.

A gestão tecnológica é muito importante para as PMEs, pois faz com que elas adquiram um diferencial competitivo desde o início das atividades. Mas nem todo empresário tem, de maneira clara, os benefícios da gestão tecnológica para PMEs.


 

Como a sua empresa lida com os procedimentos rotineiros? Já pensou em mudar seus conceitos com relação a um ERP?

Ainda ficou alguma dúvida? Então, fale com um de nossos especialistas agora mesmo, basta preencher o formulário abaixo que entraremos em contato!

[contact-form-7 404 "Not Found"]
Share: