Não é segredo que o universo online alterou o modo das pessoas comprarem. Mas, afinal, você sabe o que é a jornada de compra do consumidor e como ela vem se modificando em decorrência das transformações digitais?

Se você, varejista, quer aprender a acompanhar essa jornada, fique atento às informações deste artigo e veja quais medidas são necessárias para conduzir o consumidor de maneira eficiente ao fechamento do negócio!

O que é a jornada de compra do consumidor

A jornada de compra, basicamente, é um padrão usado para determinar em qual etapa comercial o consumidor está. Trata-se de uma estratégia indispensável para atrair clientes e garantir o sucesso das vendas. Suas etapas são:

  • aprendizado — nesse estágio inicial, o cliente ainda não tem conhecimento (ou não tem certeza) de que possui um problema ou a necessidade de um produto ou serviço;

  • reconhecimento — já nessa etapa, a pessoa está fazendo pesquisas e colhendo informações que a levam a reconhecer a existência de um problema ou uma necessidade de consumo;

  • consideração — uma vez percebido o problema ou necessidade, o consumidor continua em busca de soluções e começa a considerar aquela que corresponde aos seus critérios;

  • decisão — após averiguar as opções no mercado, o cliente toma uma decisão, e a compra pode se concretizar.

É bem simples entender a importância desse modelo. Para que o consumidor tome a decisão de comprar e tenha chances de ser fidelizado pelo produto ou serviço da sua empresa, o ideal é trazer até ele informações e conteúdos relevantes que auxiliem o avanço por esta jornada, de acordo com cada estágio.

Outro detalhe importante é que esse conteúdo deve estar impreterivelmente relacionado às necessidades e aos desejos do consumidor.

Mudanças na jornada da compra

Antigamente, o comércio tratava de clientes passivos, que se contentavam apenas em adquirir aquilo que era oferecido, sem exigir muito esforço das empresas. Até então, o processo de compra não sofria interferência do excesso de informação — e opção — que a Era Digital acarretou.

Hoje, contudo, a decisão de compra e o modo de comprar passaram a ser influenciados por diversos fatores. Dentre eles, o ambiente cada vez mais multimídia, a crescente e poderosa presença das redes sociais e demais ferramentas de comunicação oportunizadas pelo avanço tecnológico e advento da Internet.

Assim, as empresas têm a necessidade de se adaptar a uma nova jornada de compra dos consumidores. Nasce, então, o conceito de consumidor 4.0, descendente da Revolução 4.0.

O consumidor 4.0

Pouco importa sua faixa etária: o consumidor moderno é bastante envolvido com as tecnologias. Logo, é mais informado — sabe onde e como encontrar as melhores ofertas —, muito exigente e exerce voz ativa no mercado.

Diante desse cenário audacioso, é crucial se atentar nos seguintes pontos:

Simplifique o processo de compra

O consumidor 4.0 não tem paciência para um processo de compra complicado. Por isso, sua empresa tem a missão de eliminar qualquer obstáculo que surja.

Ofereça facilidades

Poucas opções e condições de pagamento ou cobranças de valores exorbitantes para o frete não são exemplos das melhores formas de atrair o cliente moderno. Tenha em mente que, se você não facilitar a compra, outra empresa o fará — e o seu negócio perderá a venda.

Disponha de atendimento multicanal

Utilize a tecnologia a seu favor, mas não se esqueça dos meios offline! Mesmo na era do consumidor conectado, é imprescindível essa integração, afinal, o público tem cada vez menos tempo para dar atenção às marcas.

Toda estratégia que impulsione o seu negócio é válida. Aproveite os inúmeros dados que o mundo online oferece e atraia os consumidores para a sua loja.

Então, preparado para acompanhar a jornada de compra do consumidor da sua empresa? A partir de agora, conduzi-lo nessa trajetória é a sua missão! E, se gostou do artigo, aproveite para assinar a nossa newsletter e seja avisado sobre nossos próximos conteúdos!

 

Share: