A dedetização e desratização eficaz em condomínios necessita de métodos e técnicas específicas de acordo com a estrutura da área que se quer limpar. Cada praga requer um combate diferente e apenas um profissional apto pode diferenciar as utilizações, garantindo controle e segurança.

Neste artigo, vamos orientar você quanto às melhores formas de realizar a dedetização e desratização do seu condomínio. Então, se você quer saber como pode fazer o controle de pragas no seu condomínio, continue a leitura deste artigo!

Verifique se a empresa está dentro da lei

O primeiro passo nessa investida é contratar uma empresa legalizada. Uma controladora de pragas em estado regular oferece mais garantia quanto a qualidade dos serviços e utilização de produtos registrados pelo Ministério da Saúde.

Problemas de contaminação em apartamentos devem ser tratados de forma profissional e a assistência precisa ser dada até que a garantia do contrato vença.

Analise a época ideal

Sim, existe uma época ideal para fazer a dedetização e desratização. O período mais apropriado para tal é entre outubro e novembro, pois, durante esses meses — entre a primavera e o início do verão — acontecem os acasalamentos e a formação de novas colônias. Por isso, se a aplicação for feita nesse estágio, as pragas não se proliferarão.

Conscientize os moradores

É extremamente importante que todos os moradores sejam comunicados da ação em combate às pragas. Esse aviso deve ser feito com pelo menos 48 horas de antecedência, para que as pessoas possam aguardar, sem circular em áreas que acabaram de ser pulverizadas. 

Vale dizer que o inseticida pode trazer problemas graves se for aplicado de qualquer forma. Em contrapartida, se a dedetização for empregada de forma correta, por profissionais adequados, ela não será prejudicial à saúde humana.

Estabeleça medidas preventivas

A dedetização e desratização tem efeito residual. Isso significa que, apesar de prolongado, dura determinado tempo. Sendo assim, independentemente do trabalho da empresa contratada, a atuação individual dos síndicos e moradores é essencial.

A administração do espaço é necessária. Assim, entre alguns hábitos que podem fazer toda diferença são:

  • efetuar a limpeza constante do ambiente;
  • enviar o lixo para o destino correto (principalmente o orgânico), mantendo a lixeira ou depósito sempre bem fechado;
  • descartar objetos inutilizados e evitar que entulhos sejam dispensados em locais comuns;
  • fazer o possível para que os espaços estejam sempre bem arejados, combatendo o excesso de umidade.

Dê atenção especial para as áreas mais propícias à infestação

Quando o assunto é a permanência de pragas, não é preciso dizer que algumas áreas merecem mais foco do que outras. Apesar de o cuidado ser geral, as caixas de esgoto do condomínio precisam de toda atenção possível. O setor de manutenção deve redobrar o cuidado verificando se as caixas e passagens estão bem vedadas, em boas condições e com tampas adequadas.

Além disso, como mencionamos no tópico anterior, as lixeiras devem ser bem fechadas e lavadas, se possível, diariamente. Caso não possa lavar todo o dia e esteja pensando em uma melhor forma economizar água, faça isso pelo menos no dia em que houver a coleta de lixo.

A dedetização e desratização são passos imprescindíveis para qualquer condomínio. A presença de pragas só tende a desvalorizar o empreendimento e trazer dores de cabeça para a administração.

Quer conhecer a resposta para outros assuntos interessantes dessa área? Acompanhe nossos artigos no Blog da INFOX.

Share: