Por ser dinâmico, o varejo demanda pessoas, que precisam ser bem selecionadas, motivadas e que recebem constante capacitação profissional, já que muitos interagem diretamente com os consumidores e são um fator importante para a boa experiência de compra do cliente e o funcionamento correto do negócio. Infelizmente, muitos gestores negligenciam a gestão de pessoas, uma atitude que pode levar o seu negócio ao fracasso.

Quer saber qual é a importância da gestão de pessoas? Descubra com o nosso artigo do dia!

Recrutamento

A área comercial é vista por muitos como um pontapé inicial para entrar no mercado de trabalho, uma atividade temporária, com jornadas de trabalho pesadas (feriados e finais de semana). Justamente por esse motivo, a captação de talentos é complexa!

Neste caso, o varejista precisa investir na criatividade e buscar candidatos interessados, que gostem e queiram estar nessa área. Afinal, existem pessoas capazes de vender um “gato para um rato”.

Seleção de candidatos

A pessoa responsável pela seleção de candidatos jamais deve baixar o nível de exigência caso poucas pessoas se candidatem àquela vaga ou porque ela está aberta há muito tempo e precisa ser preenchida com urgência. O ideal é que seja realizada uma boa gestão de pessoas, levando em conta os conhecimentos, as atitudes e as habilidades de cada candidato.

A experiência profissional anterior também conta, para que sejam identificadas as melhores opções para o cargo. Se o recrutador contrata sem muitos critérios, possivelmente o colaborador também não ficará satisfeito no emprego.

Rotatividade

É muito comum a rotatividade de funcionários no varejo, especialmente em locais que não valorizam o profissional. Toda demissão gera custos para o varejista, tanto os da rescisão quanto os custos ligados à capacitação e treinamento. Por isso, é importante motivar o profissional e incentivar a sua permanência na empresa sempre.

Remuneração

É comum as pessoas que trabalham no setor do varejo reclamarem dos baixos salários e da dificuldade na hora de pedir um aumento de salário. Isso deixa o colaborador desmotivado com o seu trabalho e com forte tendência a buscar outra colocação que ofereça uma melhor remuneração.

Uma boa gestão de pessoas é aquela que premia o colaborador que se dedica, que paga comissões que realmente valem a pena e que mantém o funcionário interessado em continuar onde está, esforçando-se para crescer mais. Isso evita a rotatividade e agrega valor à marca, já que a pessoa se sente orgulhosa de trabalhar naquela empresa que o valoriza.

Capacitação profissional

O treinamento dos profissionais do varejo deve ser constante e contínuo, de forma que o colaborador sinta-se impelido e motivado a melhorar nas suas tarefas. Dessa forma, o cliente terá uma experiência de compra mais efetiva, com mais conhecimento do produto que está adquirindo. Consequentemente, sairá mais satisfeito com a loja que escolheu e com o atendimento que recebeu.

O mais indicado é que o gestor estabeleça um cronograma de treinamentos, de forma a motivar a sua equipe. Colaboradores treinados e motivados conseguem dar todo o seu potencial para o varejo. Invista nisso e veja os resultados!

Soluções em Tecnologia para a gestão de pessoas

A tecnologia é uma grande aliada na gestão de pessoas para o varejo. É importante que todos os colaboradores se utilizem da mesma para melhorar o atendimento ao cliente e trabalhar com maior agilidade, além de ter um maior conhecimento do perfil de compra de cada um e, assim, efetuar maiores vendas.

A partir disso, é possível focar em uma melhor experiência de compra do cliente, uma vez que a loja já sabe quais são as suas preferências de acordo com as suas últimas compras e pode até mesmo fazer melhores sugestões de produtos e serviços, de modo a atender a todas as necessidades do cliente e conquistar a sua fidelização.

Achou interessante o artigo? Tem dúvidas sobre o assunto? Deixe o seu comentário!

Share: