Como já dissemos anteriormente, o trabalho de um síndico envolve uma série de responsabilidades, que o torna mais complexo e muitas vezes requer um bom planejamento e organização.

Pensando nisso, resolvemos falar sobre a gestão de projetos para síndicos e como ela pode ajudá-lo na administração do seu condomínio. Confira neste artigo!

O que é a gestão de projetos e por que ela é importante?

Um projeto é um esforço temporário — ou seja, que possui início, meio e fim — e possui objetivos bem definidos. Sendo assim, pode-se classificar como um projeto a realização de uma viagem, o desenvolvimento de um sistema ou a reforma em um prédio, por exemplo.

A gestão de projetos para síndicos pode ser uma excelente forma de se organizar melhor a rotina e conseguir controlar todas as atividades que precisam ser feitas.

Ou seja, por meio dela é possível planejar cada mudança ou melhoria que precisa ser feita, acompanhar seu progresso, controlar os custos e analisar os resultados, tudo de maneira estruturada.

Como a gestão de projetos para síndicos pode ser realizada?

A gestão de um projeto pode ser feita de várias formas. A seguir, listamos algumas dicas a respeito das etapas que são essenciais e precisam ser acompanhadas. Dentre elas:

Crie o planejamento do projeto

O planejamento é crucial para a execução de qualquer atividade. Por meio dele é que se aumentam as chances de chegar ao resultado que se espera.

Nele se estabelece quais são os objetivos, os investimentos necessários, o prazo de execução e quais serão as etapas realizadas para que se alcance as metas. Uma vez que ele é definido, o ideal é não se distanciar do plano criado.

Elabore as ações com base nos objetivos

Depois que já se sabe onde se quer chegar, é o momento de elaborar o caminho que será percorrido para que isso se torne possível. Ou seja, os planos de ação criados devem estar condizentes com as metas do projeto e devem ser elaborados de acordo com elas.

O ideal é, também, listar que são as pessoas responsáveis por cada etapa e qual é a situação da tarefa. Isso permite acompanhar a evolução do projeto, analisando questões como prazo de entrega e orçamento, por exemplo.

Acompanhe o projeto de perto

Ainda que o projeto seja bem elaborado, é necessário acompanhar o andamento das atividades, haja vista que alguns imprevistos podem acontecer, fazendo com que os resultados tomem um rumo inesperado.

O controle é que ajuda a garantir que o planejamento seja executado e que alguma crise não atrapalhe o alcance dos objetivos. Sendo assim, é preciso monitorar a qualidade, os prazos, os custos, as pessoas responsáveis pela execução, entre outras coisas.

Controle as despesas

O controle dos custos é essencial em qualquer atividade, afinal, nunca se deseja gastar mais do que o necessário e o planejado.

No que diz respeito a um projeto, ele se inicia com um orçamento já previsto e se espera que a execução das atividades não ultrapasse o limite. Portanto, sempre é preciso estar atento para que os gastos não saiam do controle.

Converse com os condôminos

Entender o que os condôminos esperam de um projeto é essencial para garantir que as necessidades sejam satisfeitas. Vale a pena fazer reuniões, principalmente no início, para definir os objetivos, avaliar a necessidade de mudanças, atualizá-los a respeito da evolução do projeto, entre outras coisas.

Como se pode ver, a gestão de projetos para síndicos pode ser uma excelente aliada para organizar e controlar melhor a rotina, estruturando todas as mudanças que precisam ser feitas e se certificando de que todas as etapas — do início ao fim — saiam conforme esperado.

Gostou deste artigo? Suas dúvidas sobre o tema foram esclarecidas? Aproveite e baixe este e-book gratuito: “Gestão de condomínios: o guia completo do síndico“. CLIQUE PARA FAZER O DOWNLOAD!

 

Salvar

Share: