Expandir a loja é o sonho de qualquer empreendedor. Este é o momento em que o negócio realmente começa a dar lucro, permitindo a escolha entre dois tipos de modelos de expansão: franquia ou filial.

No entanto, não se engane! Essa decisão não é tão simples como parece. Embora a mudança para ambos modelos represente a evolução do negócio, franquias e filiais têm várias vantagens e desvantagens que precisam ser analisadas para você escolher o tipo de expansão ideal para os seus objetivos.

A fim de te ajudar a tomar essa decisão, elaboramos uma lista com as principais diferenças entre franquias e filiais. Confira!

Investimento necessário

Uma das principais diferenças entre franquias e filiais é o investimento necessário para manter cada tipo de expansão. No caso das franquias, você tem a possibilidade de usar o capital inicial dos franqueados — ou seja, de terceiros — para aumentar o negócio e se destacar no mercado.

Já quando falamos de filiais, todas as despesas de abertura são de responsabilidade da matriz. Isso inclui: aluguel, instalações, treinamento da equipe, compra de equipamentos, etc.

Portanto, caso a sua empresa não consiga arcar com o alto custo inicial da expansão, talvez a melhor alternativa seja o modelo de franquia. Assim, o seu negócio não correrá o risco de ficar financeiramente endividado.

Distribuição de lucros

A distribuição de lucros também é um aspecto que deve ser levado em consideração no momento de escolher entre os dois modelos de expansão disponíveis. Ao franquear empresa, por exemplo, além de adicionar sócios intermediários, você também tem que garantir parte dos lucros para eles.

Sendo assim, desde o início, o seu negócio deve apresentar uma boa margem de lucros. Além dos franqueadores, a margem de lucros também deve ser sustentável para fazer o pagamento de royalties e dos fornecedores.

Como a matriz faz o investimento inicial na filial, esta tem o dever de passar parte dos seus lucros ao longo do tempo, até que seja paga a “dívida”. Para lidar com os custos fixos do negócio em expansão, as filiais também precisam ter uma margem suficiente para cobrir todos os gastos do negócio.

Apoio à rede

Por fim, outra grande diferença entre filiais e franquias é a questão do apoio à rede. Trabalhar com uma franquia exige que a empresa tenha capacidade de apoiar constantemente outros franqueados. Comparadas com as filiais, as franquias têm um crescimento muito mais rápido, por isso, o negócio deve estar preparado para acompanhar a velocidade de crescimento de toda rede.

Em contrapartida, o modelo de filial, por apenas estar subordinado à matriz, não tem necessidade de acompanhar o crescimento de outras empresas. Ele funciona de acordo com as suas próprias metas.

Portanto, caso você queira franquear um negócio, antes é preciso avaliar se a sua empresa tem condições de oferecer apoio aos outros franqueados da rede.

Como pode ver, é preciso avaliar uma série de aspectos para decidir expandir o negócio como franquia ou filial. Leve em consideração, ainda, a situação financeira atual do seu empreendimento e as suas metas de crescimento para escolher o modelo de expansão ideal. Vale destacar que, independentemente da decisão, é extremamente recomendado que você ofereça um meio atrativo de pagamento na sua loja, visando o diferencial competitivo.

A INFOX é uma empresa que trabalha com soluções para o varejo, servindo como fonte de informações essenciais para o lojista, a fim de que ele consiga não apenas reduzir os custos, mas também aumentar as receitas e a lucratividade do negócio.

Gostou de conhecer as diferenças entre franquias e filiais? Quer se manter atualizado sobre futuros conteúdos? Então, basta assinar a nossa newsletter!

Share: