Dentro de um mercado cada vez mais competitivo, a criação e sustentação de um ciclo de inovação têm sido vistos como um dos pilares para a sobrevivência das empresas.

Podemos definir ciclo de inovação como a existência de um ambiente propício ao surgimento de novas ideias, que faça uso contínuo da capacidade intelectual de todos os colaboradores e os envolva em torno de um objetivo comum: o crescimento.

Estamos falando, portanto, de uma solução de gestão integrada que garanta uma melhor visão sobre processos, culminando com a conquista da longevidade de um negócio.

Quer entender mais sobre ciclo de inovação? Então, acompanhe o artigo que preparamos.

O que é ciclo de inovação?

Sempre que se fala sobre inovação, a primeira ideia que vem à mente é o desenvolvimento e lançamento de novos produtos. E ok, isso também significa inovar, porém, o conceito que abordamos neste texto vai um tanto além.

O ciclo de inovação deve funcionar como uma diretriz nas suas práticas de gestão que prioriza o estabelecimento de uma rotina criativa, beneficiando a empresa tanto interna quanto externamente.

Internamente, ele pode gerar uma verdadeira revitalização do seu negócio, com a abertura de novos horizontes a todos os colaboradores. Já externamente, ele vai ajudar a empresa a enfrentar de forma mais madura a evolução das tecnologias, a concorrência e o aumento no grau de exigência dos consumidores atuais.

Quais os benefícios do ciclo de inovação?

Como introduzimos acima, o ciclo de inovação garante benefícios em diversos campos, desde questões gerenciais até o aumento da lucratividade.

Do ponto de vista da governança, ele pode ajudar na elaboração e conquista de novos projetos, aprimoramento da visão estratégica e melhora na percepção do valor que a empresa tem junto aos seus clientes.

Já no âmbito financeiro, o ciclo de inovação pode proporcionar uma otimização da utilização dos recursos disponíveis, auxiliando na identificação do equilíbrio entre investir e poupar, quais riscos podem ser assumidos e na obtenção da saúde financeira.

Como implantar o ciclo de inovação?

Implantar um ciclo de inovação é um processo que envolve alguns passos. Falaremos mais sobre eles abaixo:

Criação de um ambiente propício

O ambiente propício ao ciclo de inovação é aquele em que predomina a cultura da criatividade. Por isso, ele tem de ser formado por colaboradores de diversos setores, que vão interagir entre si, trocando informações de forma livre e cíclica, em busca da eficácia.

Identificação do ciclo de vida

Toda empresa, assim como um ser humano, possui um ciclo de vida. Ela nasce, cresce, se desenvolve e — é neste ponto que vem a diferença — pode não morrer.

A inovação é um aspecto crucial para garantir vida longa ao negócio, mas para implantá-la é necessário saber em que fase deste ciclo ela se encontra.

Mapeamento dos processos

Sem compreender como estão os processos que compõem o seu fluxo produtivo, dificilmente será possível introduzir algo novo. Por isso, faça um mapeamento dos seus processos, procure por inconsistências e gargalos e, ao mesmo tempo, localize quais são as ações que estão dando certo e agregando valor à sua empreitada.

Priorização do tipo de inovação

Inovação pode significar desde a melhoria de um produto já existente no mercado — o que se convencionou chamar de inovação incremental — ou então o lançamento de algo absolutamente inédito, que é a base da inovação radical.

É preciso identificar qual a inovação mais necessária e priorizá-la, ainda que se trabalhe em cima de mais de um tipo.

Contratação de uma consultoria

Muitas vezes, a inserção de novos conceitos e ações pode gerar dúvidas e questionamentos para o empreendedor. Nesses casos, é recomendado recorrer a uma consultoria especializada, que saberá fazer esse trabalho da maneira mais condizente à realidade da sua empresa e às técnicas do mercado.

Como vimos, o ciclo de inovação é um elemento transformador, capaz de orquestrar recursos, conceitos e práticas administrativas em prol da criação de um circuito virtuoso e produtivo para qualquer empreendimento.

Quer ficar por dentro de outras práticas de gestão para a sua empresa? Então, conheça cinco tendências da inovação digital no varejo! Vamos nessa?


Share: