Atualizado em: 04/10/2019

Para quem comanda um estabelecimento do segmento varejista, fica aqui uma questão importante: você já ouviu falar ou sabe o que é TQC? Se não conhece essa sigla, está na hora de descobrir.

Proveniente do inglês, Total Quality Control, ela significa Controle de Qualidade Total. Trata-se de um modelo de gestão, na qual todas as práticas da empresa devem ter um grau elevado de eficiência, tendo em vista a prestação do melhor serviço possível.

Afinal, qualidade, como sabemos, é a chave para que o consumidor escolha uma loja em detrimento da outra. Atualmente, essa questão tornou-se um princípio, pois oferecer a melhor experiência de compra tem sido uma exigência cada vez maior do mercado, frente a consumidores muito mais criteriosos.

Se achou o tema relevante, continue lendo este artigo, para entender melhor esse conceito e saber como aplicá-lo no varejo.

Por que o TQC é importante para o varejo?

O TQC, como introduzimos, é uma solução de gestão que preza pela excelência de todos os processos envolvidos em uma organização. Não significa simplesmente vender produtos de qualidade por bons preços. É algo ligado principalmente a uma experiência de compra diferenciada, que pode ser oferecida por lojas físicas ou online.

Dentro de um mercado tão competitivo, o TQC pode ser a chave para que a sua empresa ganhe não só clientes, mas também admiradores e se torne uma referência entre o seu público-alvo.

Como implantar o TQC?

O TQC precisa ser algo amplamente disseminado entre todos os setores e funcionários que trabalham na sua empresa. Só assim, ele surtirá os resultados desejados, passando a integrar a cultura organizacional.

Por isso, o dono do comércio varejista precisa investir constantemente na realização de encontros, treinamentos e workshops.

Quais são os pilares do TQC?

O TQC, assim como qualquer outra prática gerencial, tem os seus pilares, ou seja, itens sem os quais é impossível implantá-lo. Veja, abaixo, quais são esses pilares:

Dispor de uma equipe bem treinada

Como dissemos, o conceito TQC precisa ser plenamente incorporado por toda a sua equipe. Assim, é fundamental que sejam realizados, de forma frequente, programas de engajamento e qualificação, que venham a reforçar essa ideia.

Além de treinamentos internos, é possível fechar parcerias com universidades e escolas técnicas, por exemplo, oferecendo descontos aos funcionários que queiram cursá-las.

Conhecer as necessidades e desejos dos clientes

Sem saber o que os seus clientes precisam e querem, dificilmente você conseguirá atendê-los com primor. Por isso, o empreendedor precisa ter esse entendimento, o que, hoje em dia, está muito facilitado com recursos disponíveis na internet e em mídias sociais.

Agir com base em dados

Implementar uma política de excelência só é possível partindo de dados concretos e não achismos ou suspeitas. Então, invista em pesquisas de satisfação de clientes e trace estatísticas com os resultados, obtendo, assim, um diagnóstico plausível, que dê uma base sólida para a busca de soluções.

Ter de uma comunicação interna transparente

Ninguém quer mais lidar com empresas que não têm uma comunicação clara. Portanto, seja muito objetivo e transparente no seu relacionamento com a equipe interna, funcionários, fornecedores e demais públicos envolvidos com seu processo.

Aprender com os seus erros

Além de ser franco com o cliente, interprete as suas falhas como ensinamentos para a sua empresa e trabalhe com foco em não deixar que elas se repitam. Saber identificar e contornar os próprios equívocos é crucial para qualquer negócio que busca evoluir.

Trabalhar com hierarquia horizontal

Uma empresa na qual só o dono ou diretores falam, enquanto os demais escutam, é algo que pertence ao passado. Para obter a produtividade alinhada com o conceito TQC, é preciso praticar a hierarquia horizontal, na qual todos têm voz, compartilham ideias e conversam de igual para igual. Essa é uma construção coletiva, com viés democrático, e que tem sido muito proveitosa em ambientes organizacionais.

Quais são as vantagens do uso do TQC?

Veja, agora, alguns dos benefícios da utilização desse modelo de gestão na sua empresa.

Maior satisfação dos clientes internos e externos

Uma das principais vantagens de investir no Controle de Qualidade Total (TQC) é a maior satisfação dos clientes internos, que participam do processo de produção, e externos, que adquirem os produtos ou serviços da empresa.

A qualidade do serviço e das condições da operação são essenciais para realizar um bom trabalho. Equipamentos de segurança duradouros, ferramentas sem falhas e reconhecimento pela sua atividade, são alguns dos elementos que devem ser garantidos ao corpo de funcionários para que tenham produtividade no serviço.

Para os clientes externos, uma empresa que investe em qualidade não só deve ser confiável — entregando o produto ou serviço nas condições prometidas — e disponível — mostrando-se disposta a solucionar todos os seus problemas —, como também ter empatia o suficiente para entender as suas necessidades.

Além disso, a satisfação dos consumidores também é motivada pela melhora da comunicação. Afinal, todos querem ser atendidos com boa vontade e gentileza.

Redução de custos

Outra motivação para a aposta no TQC está relacionada à redução de custos. O aumento da qualidade não está necessariamente ligado ao maior gasto com equipamentos, muito pelo contrário.

Além da empresa passar a investir somente nos equipamentos que são realmente necessários para o processo, ela também mantém o foco naqueles que conseguem oferecer qualidade para atender a demanda do cliente, porém, que não encareça tanto o produto final.

Vale ressaltar que os equipamentos de boa qualidade também são mais econômicos, pelo fato de reduzirem a chance de falhas e manutenções.

A junção entre redução de desperdícios e menor índice de erros nos produtos pode gerar uma economia significativa. Sendo assim, o aumento da qualidade deve ser sempre uma das principais estratégias da empresa para aumentar a lucratividade.

Mudança da cultura organizacional

Por fim, essa alternativa de gestão de qualidade tem o objetivo de oferecer à empresa o controle dos processos, de modo que a cultura organizacional seja totalmente focada em cumprir as necessidades dos clientes com excelência.

Por exemplo, digamos que você trabalhe com uma equipe que não está tão engajada na empresa e precisa de ajuda para acabar um trabalho que não tem tanto conhecimento. Se a empresa ainda não tem uma cultura organizacional que ensine os colaboradores a se esforçar, ao máximo, para cumprir as metas, é bem possível que a maior parte da equipe tenha a postura de “não é problema meu”, recusando-se a ajudar.

Já quando há uma mentalidade de qualidade, a responsabilidade pela entrega do trabalho passa a ser coletiva, permitindo que a organização avance alguns patamares na sua produtividade. Os produtos passam a ser produzidos com menos custo e em menos tempo possível, a fim de alcançar a qualidade necessária para satisfazer o cliente.

O Controle de Qualidade Total (TQC) abrange todas as funções da empresa, desde a alta diretoria até o novo estagiário da equipe. Sendo assim, todos devem se adaptar ao padrão de qualidade, além de se comprometerem sempre com a melhoria contínua do próprio trabalho.

Conseguiu entender o que é TQC e a importância dele para sua empresa? Não perca tempo e comece já a colocá-lo em prática para ver o seu negócio crescer exponencialmente.

Gostou do conteúdo? Então, compartilhe este artigo nas suas mídias sociais e dissemine esse conhecimento!

Share: