Você sabia que, embora seja responsável pelo controle de visitantes, o agente de portaria do condomínio — informalmente conhecido como porteiro — também pode ser incumbido de outras atividades fundamentais para o bom funcionamento da propriedade?

Além disso, ele é a primeira impressão que todos têm quando entram ou saem do local e precisa ser alguém que goste do que faz para sempre estar com uma expressão e atitude agradáveis. O agente de portaria deve ser, ainda, uma pessoa capaz de lidar com situações delicadas que, por vezes, podem ocorrer no cotidiano dos moradores de um condomínio.

Quer saber quais as atribuições desse profissional tão importante para a ordem de um condomínio horizontal? Acompanhe!

Recebimento e distribuição da correspondência

Todas as encomendas feitas pelos moradores do condomínio são entregues na portaria e cabe ao agente não permitir que o entregador entre, mas fazer uma triagem de todos os documentos, envelopes e pacotes para encaminhar às pessoas certas, evitando extravios e outras situações desagradáveis.

Caso chegue uma encomenda dos Correios, o agente de portaria geralmente chama o destinatário mencionado no pacote. Contudo, se não houver ninguém na unidade, o profissional pode receber o volume.

Controle do acesso de visitantes

Controlar a entrada e saída de pessoas talvez seja a atribuição mais básica e óbvia de um agente de portaria, mas não deixa de ser uma das mais importantes. Com o objetivo de garantir a segurança no condomínio, o profissional deve interfonar para o morador solicitado para, então, permitir ou não a entrada de pessoas estranhas.

Atualmente, algumas soluções tecnológicas já oferecem opções mais práticas e dinâmicas, como a lista de visitantes pré-autorizados, que pode ser adicionada por meio de um portal exclusivo aos condôminos. Com base nestas informações, a portaria valida o acesso poupando tempo, porém, ainda garantindo a segurança no controle de acesso.

Monitoramento da entrada de prestadores de serviços

Quando a visita é de prestadores de serviços — como eletricistas, encanadores e funcionários de empresas de internet ou TV a cabo —, o ideal é que o agente de portaria se certifique de que aquele profissional foi realmente requisitado.

Para tanto, é necessário que o agente verifique junto aos moradores ou zelador se tais serviços foram pedidos. Feito isso, pode-se ligar para a empresa e perguntar se a pessoa que está pretendendo entrar no condomínio é um de seus funcionários.

Após permitir a entrada do prestador de serviço, o agente de portaria deve fazer um registro, coletando seu nome e demais dados, e, posteriormente, monitorar a sua saída.

Conhecimento dos sistemas eletrônicos de segurança

Já é bastante comum o uso da tecnologia a favor da segurança em condomínios, devido à eficiência obtida com esse recurso.

Nesse contexto, é crucial que o agente de portaria seja capacitado para operar os sistemas segurança utilizados pelo condomínio. Além disso, o profissional deve sempre ficar atento às câmeras de segurança e ao sistema de alarme.

Essas são algumas das funções de um porteiro de condomínio e todas requerem muita responsabilidade, atenção, comprometimento e solicitude. Por isso, escolha um profissional qualificado para o trabalho.

Quer conferir mais artigos sobre gestão condominial e colocar em prática em seu condomínio? Então confira em nosso Blog: http://bit.ly/controle_acesso

Share: