Conhecer quais são as regras de condomínio residencial é importante para quem deseja ter uma boa experiência de convivência. Afinal, muita gente encontra nesse tipo de moradia uma solução para a segurança e comodidade. No entanto, a falta de harmonia entre os vizinhos pode se tornar um grande desafio quando não há interesse em bons relacionamentos.

A tranquilidade da vida em comum exige que cada morador faça a sua parte. Seguindo princípios respeitosos e boas condutas, é possível garantir o bom convívio sem dores de cabeça. Neste artigo, separamos quatro importantes dicas para quem deseja alcançar a boa convivência em um condomínio. Continue acompanhando!

1. Respeitar o horário de silêncio

Uma das primeiras regras de condomínio residencial a ser listada é o respeito com as normas de silêncio já estabelecidas pelo prédio. É importante que os moradores evitem fazer barulhos após o horário determinado.

A lei do silêncio não tem um horário padronizado para todos os municípios em legislação. Entretanto, é muito comum que a administração do condomínio já inclua as questões relativas a esse assunto no regimento interno.

Caso não apresente uma exigência voltada para essa norma, a administração pode alertar os moradores para que eles não façam barulho de madrugada ou muito cedo. O mesmo serve para problemas com reformas, que costumam gerar ruídos excessivos, incomodando moradores em dias e horários comuns.

2. Ter cuidado com as vagas de garagem

Condomínios residenciais que contam com garagens de uso coletivo podem trazer problemas se os moradores não estiverem interessados no bom convívio. O ideal é que os veículos sejam estacionados da maneira correta na vaga, respeitando sempre os limites das faixas, de modo que os outros carros tenham o espaço necessário.

Dentro da garagem, a velocidade máxima deve ser respeitada. Além disso, a preferência na circulação é sempre do condutor que está chegando. Vale lembrar também que garagem não local para armazenagem de equipamentos e pertences. Esse hábito muito comum deve ser banido pela administração.

3. Tratar bem os funcionários

O agente de portaria e funcionários responsáveis pela limpeza e manutenção das áreas comuns merecem ser tratados com respeito. Do mesmo modo, os funcionários precisam exercer a cordialidade.

Fique atento e oriente os colaboradores a serviço do condomínio para que não façam serviços particulares a mando de moradores. Assim, é possível evitar desconfortos e futuros constrangimentos. Um condomínio residencial precisa ser um lugar pacífico e seguro. Portanto, preze sempre pela atmosfera de educação de ambas as partes. 

4. Ficar de olho nas crianças

Incentive os pais a ensinarem as regras de condomínio residencial para seus filhos. Afinal de contas, as crianças também devem saber como conviver em sociedade, respeitando as normas e as pessoas de maneira igualitária.

Para garantir convívio seguro e mais tranquilo, você pode inserir normas protetivas no regimento interno, como a proibição da circulação de crianças menores de oito anos, principalmente em áreas como a piscina. Em caso de condomínios verticais, o horário de brincadeiras dentro do apartamento também pode ser equilibrado, indo até às 22 horas. Desse modo, haverá menos conflitos com vizinhos devido aos barulhos.

Nas áreas comuns reservadas para crianças, invista em carpetes emborrachados e tapetes que possam filtrar os ruídos.

Na busca por solucionar os problemas de convivência, sempre há iniciativas que podem fazer a diferença. Se você quiser mais dicas para melhorar o convívio de forma prática, confira este outro artigo para conhecer mais regras de condomínio residencial. 

Aproveite também para assinar a nossa newsletter para receber informações relevantes sobre o assunto, diretamente na sua caixa de e-mail. 


Share: