Gerenciar uma loja é uma atividade recheada de desafios para os empreendedores: atrair e fidelizar clientes são alguns que ganham destaque maior, justamente pela importância do público para que o negócio se sustente.

Muitos gestores buscam alternativas para a definição de estratégias que facilitem esses processos, principalmente, que tragam bons resultados para a empresa, obviamente.

Além de aumentar as vendas, é necessário estreitar o relacionamento com os clientes. Nesse cenário, uma boa opção é utilizar o cartão próprio da loja, também chamado de private label. Com ele, é possível estabelecer um programa de fidelidade e outras inúmeras vantagens — e é sobre isso que vamos falar neste artigo. Confira!

Aproximação com o consumidor da marca

Como esse cartão é aceito somente na loja que o emitiu, a marca terá a oportunidade de se aproximar ainda mais dos consumidores, já que o private label exige menos burocracia para ser adquirido (em comparação aos cartões emitidos por bancos e/ou financeiras).

Além da facilidade para adquirir esse cartão, essa estratégia ajudará os consumidores, que, por algum motivo — como a falta de requisitos que outras operadoras exigem — não conseguiram acesso a esse benefício (por exemplo, pelo fato de não ser bancarizado). A inclusão de novos clientes ajudará ainda mais na aproximação de ambas as partes.

Com a adesão de novos compradores, para impulsionar suas estratégias de vendas, é importante analisar qual o tíquete médio dos clientes que estão comprando com o cartão, a frequência das compras e comportamento em relação ao pagamento, por exemplo. Esses dados ajudarão a compreender ainda mais quais são os hábitos de compra dos consumidores.

Personalização do atendimento

Com a aproximação do consumidor em relação à marca, ficará ainda mais fácil personalizar ofertas e até o atendimento prestado. Com as devidas informações em mãos, será mais simples, para o gestor, verificar quais ações podem ser mais efetivas de acordo com o público da sua loja.

Uma possibilidade, por exemplo, é oferecer uma melhor condição de pagamento para os clientes com bom histórico ou, ainda, um limite diferenciado que, inclusive, pode ser compartilhado com os dependentes do cartão.

Outra ação que pode agradar tanto os clientes que já possuem o cartão da loja como ser um impulsionador para novas adesões é oferecer promoções exclusivas para pagamento com o private label: um percentual maior de desconto ou parcelamento em condições mais atrativas do que os demais meios de pagamentos. Estas, aliás, podem ser excelentes maneiras de fidelização.

E nem só na oferta haverá um toque de personalização — o atendimento também será diferente, já que o consumidor terá vantagens a mais em comparação com aqueles que não têm o cartão, como a disponibilização de descontos exclusivos em datas comemorativas.

Controle de clientes na gestão de crédito

E as vantagens não param por aí. Com o cartão private label, será mais simples fornecer alguns benefícios para os consumidores, como:

  • crédito diferenciado (o que inclui a definição dos próprios critérios de análise do cliente);

  • condições de pagamento mais flexíveis;

  • taxas de juros (quando houver) mais baixas — condições que, aliás, no caso da administração própria do cartão são 100% definidas pelo lojista;

  • descontos diferenciados;

  • programa de fidelidade, onde o cliente pode resgatar seus pontos — a partir do uso do cartão na loja — em novos produtos ou desconto em compras no estabelecimento.

No entanto, não são só os titulares que terão acesso a todos essas conveniências, já que é possível criar cartões adicionais que usufruirão de tudo que foi citado até o momento. Com mais pessoas tendo acesso ao private label, maiores serão as chances de aumentarem as vendas.

Para os lojistas, a medida pode significar mais segurança, já que, se o consumidor estiver inadimplente com os pagamentos, os gestores terão conhecimento a respeito e poderão traçar estratégias para diminuir esse entrave ou, até mesmo, evitá-lo. Isso tudo só é possível pelos relatórios que são emitidos contendo tais informações básicas.

O controle de clientes por meio do cartão próprio da loja vem sendo uma das principais estratégias utilizadas para aumentar as vendas no varejo.

Gostou do artigo e quer conhecer ainda mais o controle de clientes por meio do cartão próprio da loja? Entre em contato conosco e esclareça suas dúvidas!


Aproveite e baixe nosso e-book: Private label (cartão próprio de loja) tudo o que você precisa saber. CLIQUE AQUI!

Share: