Não é nenhuma novidade dizer que as pessoas estão cada vez mais dependentes da Internet. A transformação é visível no comportamento dos consumidores e obriga os varejistas a marcar presença no mundo digital. No entanto, será que essa migração está sendo feita da forma certa?

Neste artigo, nós mostraremos a importância deste tema e apontaremos dicas práticas de como investir na presença digital de forma acessível para que você possa obter os melhores resultados. Vamos lá?

A importância da presença digital

A tecnologia, mais do que nunca, é indispensável para a vida e o trabalho de grande parte da população. Com essa realidade, a necessidade de saber como lidar com o ambiente online se tornou essencial para as empresas que desejam expandir seus canais de venda e disputar com a concorrência.

Quem não leva esse assunto a sério corre o risco de ficar para trás e essa é uma verdade que vale tanto para a microempresa quanto para uma multinacional. 

Dicas para marcar seu território digitalmente

Faça um cadastro no “Google Meu Negócio”

Você já deve ter feito uma busca no Google e esbarrado com essa ferramenta. A favor de quem tem uma empresa e quer dar os primeiros passos na Internet, o “Google Meu Negócio” é uma plataforma grátis voltada para a divulgação de empresas nos resultados orgânicos, aqueles que não precisam de investimento em dinheiro para dar retorno.

Assim, ao cadastrar a sua empresa nesse sistema, suas chances de aparecer quando alguém fizer uma busca relacionada ao nicho do seu negócio só tendem a aumentar. Por meio dessa ferramenta você também poderá:

  • inserir sua empresa no “Google Maps”;
  • disponibilizar dados de contato — como endereço, telefone e site;
  • divulgar o horário de funcionamento da loja e os horários de maior movimentação;
  • exibir fotos internas e da fachada da loja;
  • compartilhar perfis em redes sociais;
  • exibir comentários e avaliações de clientes.

Crie um perfil nas mídias sociais

Quem quer ter presença digital precisa criar um perfil nas mídias sociais, não há como fugir disso! Aliás, esse é o mínimo que você precisa ter para entender melhor a nova jornada de compra do consumidor.

Sabe aquele panfleto que antes era intensamente distribuído nas ruas? Ou os banners colados em postes? Que tal lembrar dos carros de som? Pois é. A maioria desses investimentos está migrando para a Internet, já que a grande massa de consumidores está presente nela diariamente.

Empresas que estão nas mídias sociais têm mais possibilidade de se aproximar de possíveis clientes por meio de estratégias de marketing.

Vale lembrar que a necessidade de estar presente nas mídias sociais não implica, necessariamente, estar em todas elas (obviamente). Privilegie a presença naquelas que mais fazem sentido para o seu negócio e, principalmente, no relacionamento com o seu público.

Também é preciso lembrar que apenas ter um perfil não é suficiente para uma estratégia eficiente: é necessário mantê-lo atualizado, gerar conteúdos relevantes e, acima de tudo, priorizar a interação com as pessoas.

Tenha uma plataforma de e-commerce

Se você tem uma loja e não quer apenas ter uma página online estática, a melhor alternativa é investir em uma plataforma de e-commerce. Os primeiros passos exigem planejamento estratégico e a busca de uma empresa parceira com experiência nesse quesito.

O mercado oferece diversas opções para quem deseja vender online. Para isso, você deverá levar em conta uma série de questões como o público-alvo, a gestão do estoque, o frete, os métodos de pagamento, a divulgação dos produtos e outros procedimentos.

Vale lembrar que os consumidores têm cada vez mais segurança para esse tipo de transação. O hábito de comprar pela Internet está cada vez mais comum, tornando praticamente obrigatória a presença digital das empresas que desejam crescer.

Quer mais dicas de como impulsionar o seu varejo? Então CLIQUE AQUI e baixe gratuitamente este e-book: “Processos comerciais no varejo: um guia para remodelá-los e aumentar as vendas”.

Share: