Conteúdo atualizado em: 01/08/2019


Lojas que possuem cartão próprio (também conhecido como private label) garantem uma série de benefícios, o principal é o fortalecimento da relação com o cliente, mas existem diversas outras vantagens importantes para a gestão do negócio.

Dentre as inúmeras práticas que os varejistas podem adotar, a oferta do private label é uma das que mais trazem resultados, pois ela proporciona um maior poder de compra ao cliente, incentiva a recorrência e possibilita um profundo conhecimento sobre sua clientela.

Desse modo, é possível trabalhar na fidelização dos clientes, visando aumentar o valor do ticket médio das vendas, gerar um faturamento constante e ter um diferencial importante em relação à concorrência.

Neste artigo, você vai saber mais sobre esses e outros pontos positivos ao adotar essa facilidade na sua loja. Confira!

Aumento da fidelização do consumidor

Os cartões próprios ajudam as lojas a fidelizar seus clientes. É comum que as pessoas ainda se dirijam ao estabelecimento para realizar pagamentos de prestações, mesmo com outras opções disponíveis para pagar boletos.

Dessa maneira, o consumidor circula mais dentro da loja e, consequentemente, crescem as chances de uma nova compra ser realizada.

Outro ponto positivo é que, como o cliente já tem o cartão da loja, ele acaba dando preferência pela sua marca na hora de fazer novas aquisições, principalmente pela familiarização e facilidade do pagamento.

Melhor gestão administrativa

Por meio da administração própria da operação do cartão (isto é, sem terceirizar a gestão), sua loja tem o benefício de estabelecer os critérios para análise de crédito da maneira que desejar, proporcionando ao lojista mais autonomia e flexibilidade na gestão.

Você também pode oferecer crédito diferenciado para facilitar a jornada de compra do cliente, como descontos para perfis específicos, limites de crédito, parcelamentos especiais, entre outras vantagens.

Com o private label, o consumidor não precisa se preocupar com o limite do seu cartão de crédito comum, privilegiando, portando, o cartão da loja na hora de fazer novas compras.

Maior otimização no trabalho de marketing

Um resultado bastante interessante da adesão ao private label é a facilidade que ele pode trazer ao seu setor de marketing e inteligência de mercado.

Quando os clientes usam o cartão da loja, automaticamente, você passa a ter acesso a dados relacionados aos padrões de compra: como período do mês, montante gasto, datas de recorrência etc.

Com essas informações em mãos, o seu time de marketing pode traçar o perfil dos clientes, personalizar as estratégias de marketing e criar campanhas de vendas direcionadas, aumentando suas chances de conversão.

Essa sintonia entre a loja e o cliente garante uma maximização do número de vendas e maiores índices de satisfação, até mesmo, por aqueles mais exigentes.

Vantagens adicionais

O objetivo principal da solução do cartão próprio da loja é proporcionar um ganho financeiro, baseado no crédito oferecido pela sua empresa aos clientes.

Sendo assim, não há interferência na lucratividade apurada em relação às vendas de produtos, mas sim, um incremento de lucro em cima da operação de crédito que a loja oferece, por exemplo, a partir da receita adicional sobre os juros, encargos e tarifas da operação.

Modernização da operação

Ter uma operação moderna agiliza os processos de aprovação de novos clientes, aumento progressivo de limite de crédito e envio de mensagens (SMS) de confirmação de transação, visando reduzir a possibilidade de fraudes.

Outras vantagens são a facilidade em gerenciar as cobranças e o aumento da experiência do consumidor, que pode consultar seu saldo por meio de um aplicativo móvel ou de um portal online, por exemplo.

Fortalecimento de marca

Lojas que possuem cartão próprio passam uma imagem mais imponente e moderna, além de ser um ótimo meio de divulgar sua marca de maneira simples e direta.

Essa é uma demonstração de segurança e de “poder” para qualquer estabelecimento, pois para o cliente sua loja é tão forte que tem até “cartão próprio”, gerando um sentimento de admiração pela marca e fixando-a na mente de seus consumidores.

Facilidade na cobrança de juros e encargos

Já na emissão da fatura, é possível que a loja inclua todos os juros e encargos de maneira simplificada, sempre que seja aplicável.

Essa prática aumenta a rentabilização das operações realizadas pelos clientes, pois esses valores vão para a loja e não para as financeiras ou bancos.

Análise de crédito fixa

Por ser uma modalidade de crédito própria, a análise segue uma regra fixa, não necessitando de uma nova avaliação a cada compra, como acontece no crediário, por exemplo.

Ter uma análise de crédito fixa permite mais agilidade no processo de compra, oferecer facilidade ao cliente e fazer com que ele opte por sua loja em relação aos concorrentes.

Além disso, ao optar pela gestão interna da operação do cartão da loja, o lojista tem a autonomia para definir regras próprias na análise de crédito, gerando mais flexibilidade e controle no processo.

Aumento de ticket médio

Ter um cartão próprio aumenta o poder de compra do consumidor e pode aumentar as vendas, em função do acesso facilitado ao crédito que as lojas podem oferecer, pois se torna uma alternativa viável à população desbancarizada.

A dificuldade de acesso aos cartões de crédito e as taxas cada vez mais elevadas (anuidades, juros etc.) tornam os private labelatrativos por serem menos onerosos ao consumidor, além de oferecer um maior controle de gastos ao cliente.

Compartilhamento de limite

O compartilhamento de limite é um diferencial importante, pois pode-se compartilhar um limite único entre titular do cartão e dependentes, oferecendo mais independência a eles, já que o titular não necessita estar presente a cada compra.

Única emissão de fatura do cartão

Ao contrário do carnê, que emite uma guia para cada venda, com um cartão próprio da loja, o cliente escolhe uma data de vencimento e todas as compras são processadas em um único documento, gerando economia ao lojista.

Veja agora outras vantagens do private label:

  • mantém a base de clientes de posse da loja (no caso da administração própria);
  • cria programas de fidelidade para incentivar vendas;
  • gera flexibilidade para regras de vendas e planos de pagamento;
  • integra com facilidade a sua frente de caixa;
  • dispensa investimentos em equipamentos, pois geralmente opera por meio da internet;
  • garante que os ganhos financeiros da operação fiquem com a loja;
  • oferece mais tranquilidade na hora de comprar e simplicidade na hora de pagar.

Ter um cartão próprio para compras, que não reduza o limite do cartão de crédito comum, é altamente atrativo para o consumidor, possibilitando uma compra facilitada que não vai prejudicá-lo futuramente, seja na hora de realizar o pagamento ou estourar a fatura e ficar sem limites de crédito.

Como você viu, lojas que possuem cartão próprio podem se beneficiar muito ao optar por essa solução. Além de fidelizar seus clientes, é possível rentabilizar a sua loja e trazer diferenciais ainda mais competitivos ao seu negócio.

Ficou alguma dúvida sobre as vantagens de se ter um cartão próprio da loja? Então aproveite para baixar este e-book e saiba mais sobre o assunto: “Private label (cartão próprio de loja): tudo o que você precisa saber”.

Share: