Você conhece as modalidades de utilização dos cartões de marca própria de supermercados? São meios de pagamento práticos considerados um diferencial para atrair e fidelizar clientes.

Oferecer um cartão de marca própria pode ser uma estratégia comercial inteligente para fortalecer o relacionamento com o consumidor do seu empreendimento, além de ser uma ótima forma de facilitar a compra de produtos da sua loja.

Quer oferecer essa facilidade para seus clientes? Veja algumas vantagens de utilização dos cartões de marca própria e conheça quatro modalidades para o seu negócio.

Vantagens do cartões de marca própria para o lojista

O cartão de marca própria é uma forma de facilitar o pagamento dos seus clientes de maneira personalizada. Mas, quais as vantagens para sua marca de fato?

Aumento das vendas

Ao proporcionar uma nova forma de consumo, o seu supermercado dará as condições necessárias para que o consumidor compre ainda mais com você. O que queremos dizer é que isso aumentará seu tíquete médio, ou seja, o valor gasto por cliente.

Entenda o cartão de marca própria como uma forma do seu estabelecimento dar às pessoas o poder de consumo (pois não compromete o uso dos demais cartões dos seus clientes), além de ser uma forma de fidelizar seus consumidores a partir de ofertas exclusivas e atrativas da sua loja caso o cliente opte por este meio de pagamento.

Fortalecimento da marca

Além do aumento da rentabilidade (a partir da receita proveniente das taxas, encargos e outros serviços financeiros agregados ao cartão), os cartões de marca própria elevam a percepção que os clientes têm do seu supermercado, o que o leva a disseminar a sua marca. Isso é muito importante, pois, apesar de todas as inovações existentes que favorecem o marketing, a famosa propaganda “boca a boca” ainda é uma maneira efetiva para atrair novos clientes.

Fidelização de clientes

Por já possuir o cartão do seu supermercado, as chances do cliente voltar a consumir no seu estabelecimento são enormes! Afinal, o simples fato de ter aceitado fornecer dados, concordado com as condições de uso e criado o cartão já demonstra que ele tem certa preferência pela sua marca para efetuar compras futuras. E isso se deve principalmente pela facilidade de pagamento que você proporcionou com o cartão.

Além disso, por meio da administração própria do cartão, você tem um valioso banco de dados em mãos e, com ele, pode planejar campanhas e ações exclusivas com sua carteira de clientes.

Modalidades de uso dos cartões de marca própria

Conheça, agora, quatro modalidades de uso dessa tendência que facilita na hora de oferecer crédito ao consumidor:

1. Cartão private label

Grandes empresas de varejo já utilizam essa estratégia de sucesso. O cartão de crédito private label é um meio para lojas que desejam ofertar opções diferenciadas aos clientes na hora do pagamento.

Destinada exclusivamente para compras no próprio estabelecimento, essa modalidade possui um limite predeterminado no momento de cadastro e aprovação de crédito pela loja. Dentro da modalidade pós-pago, o cliente consome e depois é emitida a fatura para efetuar o pagamento.

Esse tipo de cartão de marca própria é uma ideia para possibilitar pagamentos flexíveis e condições vantajosas. Em muitos casos, a empresa ainda concede preços e promoções especiais para quem consome utilizando o cartão, além de outros benefícios.

** Importante lembrar que você, lojista, é quem estabelece as regras de gestão e a administração do cartão é feita totalmente pela loja. **


Aproveite e baixe o e-book:
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn


2. Cartão convênio e benefício pré-pago

Esta é uma opção bastante atrativa para o seu supermercado, e você pode incentivar empresas próximas da sua região — sejam elas públicas ou privadas — a serem conveniadas com o seu estabelecimento. Essa modalidade é bastante parecida com um cartão de débito, a diferença, no entanto, é que ela não está ligada a uma conta bancária.

No cartão convênio e benefício pré-pago, usualmente, a empresa conveniada fornece aos seus colaboradores um cartão com um valor de consumo mensal. Em suma, para que possam utilizá-lo, é necessário recarregá-lo — como se fosse um celular. Além disso, não há faturas e o usuário tem os gastos limitados aos saldos disponíveis no cartão.

Esse meio de pagamento pode ter a função de vale-alimentação e refeição, por exemplo. Dentre os principais benefícios de se trabalhar com essa opção de pagamento está a diminuição dos riscos de inadimplência. Dessa forma, não há comprometimento da autonomia do cliente e o seu supermercado contribui para o controle financeiro dele.

3. Cartão convênio e benefício pós-pago

O cartão convênio e benefício na modalidade pós-paga funciona com o desconto em folha de pagamento das compras realizadas pelo usuário. Ele é indicado para os funcionários de empresas públicas ou privadas.

Nesse tipo de utilização, o cliente possui um limite mensal previamente estipulado para fazer suas compras — geralmente, atrelado a um percentual máximo que pode ser descontado da folha de pagamento dos portadores.

Apesar de não funcionar como uma espécie de “débito”, mas sim com um limite, essa opção é vantajosa para você, varejista, pois é uma maneira de atrair os colaboradores das empresas conveniadas apresentando o seu cartão de marca própria como um benefício para eles e seus dependentes.

Além disso, essa é uma alternativa de uso bastante segura, porque os valores utilizados no cartão são debitados na folha de pagamento do usuário, ou seja, a empresa conveniada que efetua o pagamento, reduzindo casos de inadimplência.

4. Cartão pré-pago diretamente com o consumidor

Nesse último exemplo de utilização do cartão de marca própria, o consumidor, portador do cartão, é responsável direto pela recarga dos valores. É semelhante ao convênio e benefício pré-pago, mas não há a intermediação de uma empresa conveniada e o cartão não será um tipo de benefício.

Nessa modalidade, o próprio consumidor tem autonomia para depositar o valor que julgar melhor. Grandes supermercados oferecem essa solução de pagamento até em gôndolas nas suas lojas físicas.

Quando adquire o cartão pré-pago, o cliente deve ativá-lo, fazer um depósito e comprar dentro desse limite de saldo. Simples assim e sem burocracias — não é preciso comprovar renda e nem ter nome limpo.

Essa também é uma opção muito mais segura do que andar com dinheiro, pois em casos de perda, roubo ou furto, basta bloquear e solicitar um cartão novo. Além disso, minimiza a dificuldade dos caixas em relação ao troco, questão enfrentada por grande parte dos varejistas.

Além disso, o consumidor pode recarregá-lo sempre que desejar, assim como efetuar recarga de celulares. Vale lembrar que estes benefícios extras também estão disponíveis nas outras modalidades acima citadas.

Recapitulando…

Os cartões de marca própria são verdadeiras inovações que já fazem parte da realidade dos brasileiros. Muitas pessoas, inclusive, preferem efetuar compras mensais por intermédio deles.

A Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) divulgou que, entre as modalidades débito e crédito, foram transacionados no País mais de R$ 1,36 trilhão apenas em 2017. Um crescimento de mais de 12% em relação ao ano anterior.

Sendo assim, se ainda não os utiliza como meios de pagamento em seu supermercado, o que você está esperando? Não fique de fora!

Quer garantir de uma vez por todas este grande diferencial competitivo para o seu negócio, fortalecer o relacionamento com os clientes e potencializar as vendas do seu supermercado? Entre em contato conosco! Teremos o maior prazer em ajudá-lo!

Share: