fbpx

Certificado PCI: entenda o que é, para que serve e qual sua importância

12 minutos para ler

Aconteceram diversos eventos envolvendo o vazamento de dados de cartões de crédito nas últimas duas décadas. Esses problemas relacionados à segurança da informação levaram vários operadores a buscarem uma solução. Então, criou-se o Payment Card Industry Security Standards Council (PCI-SSC), cuja tradução significa Padrão de Segurança de Dados da Indústria de Pagamento com Cartão.

Neste conteúdo, vamos explicar o que é a certificação PCI, para que ela serve e qual a sua importância. Além disso, vamos registrar as vantagens em comprar e vender com uma empresa certificada PCI, bem como os requisitos de segurança exigidos. Aqui, você vai encontrar as principais informações referentes a esse tema.

Precisa saber um pouco mais sobre a certificação PCI? Então, continue a leitura!

O que é a certificação PCI?

A certificação PCI é um conjunto de procedimentos e requerimentos que formam um padrão de segurança com a finalidade de proteger os dados da empresa e os dados pessoais dos proprietários de cartões de crédito de possíveis fraudes. Sendo assim, é uma criação que traz recomendações obrigatórias a serem aplicadas pelas empresas que trabalham com redes de pagamento com cartão bancário.

As exigências são válidas para o comércio de produtos e para a prestação de serviços que coletam e processam os dados do usuário de cartão de crédito ou débito de forma eletrônica. Desde a criação da certificação PCI, as práticas e documentos evoluíram bastante, pois várias versões foram lançadas com atualizações para a obtenção do selo PCI.

Tudo isso teve início no ano de 2004, quando um conselho formado pelas operadoras de cartão de crédito decidiu que era necessário oferecer mais segurança às transações financeiras realizadas com cartões. Dessa forma, a certificação atesta a qualidade dos serviços das instituições que transmitem as informações relativas ao crediário. Essas empresas precisam comprovar e garantir que esses dados estarão seguros.

Para que serve a certificação PCI?

A certificação PCI tem diversas utilidades que vão além da sua aplicação às transações financeiras. Ela é útil em outras áreas relativas à cadeia de uso dos cartões, como o registro de chaves criptografadas para as maquininhas de cartão e o pagamento online.

Ela foi desenvolvida para possibilitar a adoção de ações consistentes para tornar o processamento dos dados mais seguro.

Portanto, o PCI exige o atendimento de diversos requisitos operacionais e técnicos que foram elaborados para proteger contas bancárias. Ao todo, são 255 requisitos, divididos em 12 divisões de atuação, analisados no diagnóstico operacional, entre os quais está a obrigação de criar e utilizar sistemas e aplicações seguras. Não importa se os aplicativos ou ferramentas foram desenvolvidos dentro ou fora da organização, eles deverão receber idêntica atenção.

Diversas atividades e necessidades deverão ser atendidas e executadas pelos agentes que processam informações de cartão. As vulnerabilidades precisam ser tratadas e eliminadas, assim como vários treinamentos são executados para que todos os envolvidos se mantenham atualizados sobre inovações que oferecem suporte para as operações em questão.

As aplicações de suporte devem ser testadas e validadas. As estruturas utilizadas para armazenar e gerenciar dados dos cartões de crédito terão que estar em conformidade com as boas práticas para o recebimento da certificação PCI. Sistemas e processos passam por testes em conjunto com redes wi-fi e Ethernet.

Qual a importância dessa certificação?

Essa certificação é muito importante porque ela comprova que a empresa pode fazer o manuseio dos dados sensíveis dos clientes sem ter receio de perdas ou vazamentos. Ela poderá lidar da maneira segura com informações, como o nome do titular, o número do cartão de crédito, a sua validade e o CVV quando um cliente efetivar uma compra.

A relevância da certificação relaciona-se à possibilidade de ela averiguar servidores e sistemas por meio de testes de vulnerabilidade de empresas que atuam na Web. As análises apontam se os sites oferecem as condições necessárias para a realização de pagamentos com cartões, de modo que podem ser aplicadas a qualquer negócio. Observe alguns motivos para pedir a certificação PCI:

  • proteção da reputação da empresa;
  • aumento da credibilidade para a captação de clientes;
  • ação para evitar o recebimento de multas;
  • eliminação das chances de perder ações judiciais;
  • impedimento de gastos com auditorias e investigações.

Vale destacar que a violação ou a perda dos dados dos proprietários de cartões de crédito prejudica a imagem das empresas e abala a sua credibilidade no mercado. Além disso, com a chegada da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), estar em conformidade com as questões de proteção e tratamento de dados pessoais é primordial para qualquer negócio.

Quais as vantagens em comprar e vender com uma empresa certificada PCI?

A violação de dados é um fenômeno com o qual todos os empreendedores precisam lidar e investir para tornar os seus negócios mais seguros. A ocorrência de fraudes aumentou significativamente com o uso da Rede Mundial de Computadores. Por isso, a certificação PCI é necessária, além de gerar diversos benefícios. Veja a seguir as principais vantagens!

Limite de prejuízos

Os criminosos exploram as fragilidades dos sistemas e geram danos à sociedade. Os mecanismos que impedem o vazamento de dados secretos contam com elementos que aumentam a segurança das transações virtuais. Dessa forma os riscos de fraudes são muito limitados e os prejuízos financeiros são evitados. Isso é muito importante para quem utiliza a web.

Mais confiabilidade

Os consumidores valorizam bastante a experiência de compra e, principalmente, a segurança dos seus dados. Proporcione confiança aos seus clientes e eles serão mais facilmente fidelizados e provavelmente indicarão o seu negócio para amigos, conhecidos e familiares. As boas práticas trazem resultados positivos e a certificação PCI é um diferencial competitivo bastante importante.

Adesão às regras

A certificação PCI trabalha com 3 mercados que se movimentam continuamente: financeiro, inovação e tecnologia. As mudanças acontecem rapidamente e as regras são atualizadas regularmente, motivo pelo qual é primordial que os provedores sejam ágeis e implementem as atualizações com muita rapidez. Verifique se os seus fornecedores estão sempre atentos às alterações.

Cumprimento das leis

Obter a certificação PCI é uma obrigação para as empresas que recebem pagamentos com cartões de crédito. Não cumprir essa exigência é um risco que não compensa, já que existem regras gerais de segurança online, mas também há legislações relativas ao sistema financeiro. O cumprimento das normas é fiscalizado e o seu descumprimento gera sanções.

Segurança no processamento

O alto nível de segurança é gerado pela criação e manutenção da rede segura e pela efetivação de programa para controlar as vulnerabilidades. Os monitoramento das redes e a implementação de medidas para controlar o acesso também influenciam nesse sentido. Para deixar o ambiente ainda mais seguro, é aconselhável elaborar uma política interna e disseminar uma cultura de proteção dos dados.

A obtenção da certificação PCI ocorre por meio de um processo monitorado por uma pessoa física ou jurídica auditora oficial e autorizada. É indispensável a instalação de antivírus e a realização de testagens para averiguar se há vulnerabilidade nas estruturas virtuais. Os empregados passam por treinamentos e os padrões são observados na criação de novas aplicações.

Quais são os requisitos de segurança exigidos pelo PCI?

Os 12 requisitos de segurança da certificação PCI envolvem os sistemas que processam os dados dos cartões de crédito, por exemplo, gerenciadores de bancos de dados, aplicativos, servidores, componentes de rede, entre outros. Eles atendem a 6 grupos principais conforme registrado a seguir!

Construção e manutenção de redes e sistemas

Os requisitos 1 e 2 estão incluídos nesse objetivo. O número 1 diz respeito à instalação e à manutenção de configuração de firewall para a proteção dos dados dos titulares de cartão. Já a segunda exigência refere-se à não utilização de padrões fornecidos por fornecedores para a inclusão de senhas dos sistemas e demais parâmetros de segurança.

Proteção de dados dos titulares dos cartões

O terceiro requisito trata da proteção dos dados dos proprietários que são armazenados nos cartões de crédito. O quarto, por sua vez, é relativo à criptografia na transmissão de informações dos titulares dos cartões por meio de redes públicas e abertas.

Manutenção de programa para gerenciar as vulnerabilidades

O requisito número 5 relaciona-se com a proteção de todos os sistemas para impedir malwares e com a atualização regular dos softwares, antivírus e programas. Já o 6 trata do desenvolvimento e da manutenção de aplicativos e sistemas seguros.

Implementação de medidas rigorosas para o controle de acesso

O 7º requisito é voltado para a restrição do acesso aos dados dos titulares dos cartões de crédito conforme as necessidades dos negócios. O 8º engloba a identificação e a autenticação de acessibilidade aos elementos do sistema, e o 9º envolve a restrição do acesso físico às informações do proprietário do cartão.

Esse último aborda as questões de segurança física dos locais de armazenamento e processamento de dados de cartões. Investimentos podem ser feitos para que o controle de acesso ao edifício seja mais seguro, como a instalação de dispositivos de vigilância e a identificação de todos os empregados que visitem ou trabalhem no local.

Monitoramento e testagem regular das redes

O acompanhamento dos acessos relacionados aos dados do titular do cartão e aos recursos da rede faz parte do requisito número 10. Já a testagem regular dos processos e sistemas de segurança pertencem ao requisito número 11.

Manutenção de política de segurança das informações

Por fim, o requisito número 12 abarca a manutenção de política para a abordagem da segurança da informação em relação a todas as equipes das empresas. Nesse caso, é preciso criar diretrizes de segurança dos dados e fazer a difusão para os demais trabalhadores, fornecedores e parceiros que estiverem envolvidos nas atividades com informações de cartões.

Não se aconselha a criação de soluções de conformidade para a certificação PCI devido à existência de diversos regulamentos que deverão ser analisados para o planejamento.

Há 3 legislações americanas conhecidas como Sarbanes-Oxley (SOX), Gramm-Leach-Bliley (GLBA) e HIPAA (Health Insurance Portability Accountability Act), mais a Diretiva de Proteção de Dados da União Europeia (EUDPD) e a ISO 17799:2005.

Além disso, existem regulamentos locais a serem observados e as soluções de conformidade com o conhecimento dos métodos mais eficazes. Faça uso de uma estrutura de controle de Tecnologia da Informação (TI) para mapear os padrões aplicáveis à sua empresa.

Compreenda os requisitos específicos de cada setor e as diretivas internas e obtenha vários benefícios, tais como:

  • combinação dos controles de TI para evitar auditorias separadas;
  • atendimento ágil aos novos regulamentos;
  • escolha dos controles de TI de maior impacto;
  • eliminação de retrabalho para atendimento de todas as unidades;
  • atualização eficiente dos regulamentos atuais;
  • estabelecimento de denominador comum entre auditores e o departamento de TI.

As auditorias do PCI são executadas por empresas de terceiros denominadas como e ASVs (Approved Scanning Vendors) e QSAs (Qualified Security Assessors). O ASV verifica as vulnerabilidades em ambientes da Internet. Ambos devem ser aprovados todos os anos pelo PCI DSC (PCI Data Security Council), mas o QSA prepara o relatório após a auditoria seguindo as orientações do documento de procedimentos de auditoria.

O relatório informa os dados de contato da empresa, a data do procedimento, a descrição do trabalho e da abordagem utilizada, uma sinopse, o resultado da verificação e as conclusões e observações do QSA. Na última seção, ficam as informações de conformidade com o PCI que são usadas para a conferência de todos os 12 requisitos já mencionados.

Para a certificação, a companhia deve atender aos requisitos do relatório de conformidade das empresas de cartão de crédito.

Agora, você já sabe um pouco mais sobre o certificado PCI, para que ele serve e qual é a sua importância para a disrupção no varejo. Aproveite todas as vantagens do Payment Card Industry e promova maior segurança aos clientes que utilizam cartões de crédito. Ele foi criado por operadoras de grande porte, como a American Express e a Discover Financial Services.

A INFOX conquistou, desde 2020, oselo de conformidade com o PCI-DSS e está preparada para processar com segurança e confiabilidade!

Gostaria de obter mais informações sobre a certificação PCI? Entre em contato conosco e fale abertamente sobre as suas dúvidas!

Você também pode gostar

Deixe um comentário