3 DICAS PARA LIDAR COM OBRAS EM CONDOMÍNIO

3 DICAS PARA LIDAR COM OBRAS EM CONDOMÍNIO
4 minutos para ler

Realizar obras em condomínio é sempre uma tarefa estressante, tanto para o síndico como para os condôminos. Além de ter que lidar com uma série de burocracias e papeladas, ainda é preciso lidar com todo barulho e sujeira gerada.

Por mais que algumas dificuldades sejam difíceis de superar, se você seguir o regulamento de obras no condomínio à risca e ainda ficar atento a algumas dicas práticas, que apresentaremos a seguir, o processo pode ser mais fácil do que você imagina. Continue a leitura e confira!

Regras para fazer obras em condomínio

Antes de iniciar uma obra no condomínio, há uma série de regras que precisam ser seguidas para assegurar a segurança e o conforto de todos. Veja algumas a seguir:

  • o projeto de reforma precisa ser elaborado por um especialista, seja ele arquiteto ou engenheiro;
  • caso a obra represente um risco à segurança, é preciso emitir a ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), e o RRT (Registro de Responsabilidade Técnica), que provam a situação e experiência de carreira dos profissionais;
  • a empresa responsável pela obra deve obter o documento para executá-la;
  • é preciso contratar uma caçamba para descartar os detritos pós-obra;
  • para a realização de reformas grandes, talvez seja necessário o licenciamento junto à Prefeitura;
  • é importante respeitar os horários para realização da obra. Normalmente, em condomínios residenciais, reformas estão autorizadas das 8h às 17h, não podendo ocorrer aos domingos;
  • é obrigatório obedecer às regras do regimento interno do condomínio e da sua convenção.

Como lidar com obras em condomínio

Agora que você já sabe os pontos principais da regulação de obras em condomínios, vamos conferir algumas dicas práticas de como lidar com esse processo:

Atente-se para os contratos

Assim como qualquer outra prestação de serviço, o síndico é encarregado de ler cuidadosamente cada contrato antes de assinar. Procure referências de condomínios para os quais a empresa contratada já trabalhou, confira a situação financeira e veja se ela tem profissionais qualificados para o serviço.

Além disso, é importante verificar se a prestadora oferece seguro de vida e para acidentes para os colaboradores que vão trabalhar na obra, além de saber se os equipamentos de segurança estão sendo devidamente utilizados.

Aguarde a aprovação da assembleia

Dependendo da intenção da obra, é atribuição do síndico convocar a assembleia para que possa ser aprovada mediante ao voto. De acordo com o regulamento do condomínio, há as seguintes situações:

  • Obras necessárias: se não envolver gastos excessivos, obras que são realmente necessárias para o condomínio não precisam de aprovação do conselho;
  • Obras úteis: precisam da maioria dos votos à favor para a obra acontecer;
  • Obras voluptuárias: precisam de 2/3 dos votos à favor para acontecer.

Em casos emergenciais, não há necessidade do síndico convocar a assembleia, já que isso é uma questão que, provavelmente, afetará a infraestrutura e os condôminos rapidamente.

Fique de olho no pós-obra

Para lidar com toda poeira pós-obra, o ideal é contar com os serviços de uma empresa de limpeza especializada — principalmente se a reforma for muito grande. Como isso vai envolver um maior investimento, é importante já fazer as previsões de gasto e apresentar o orçamento, antes do início da obra, à assembleia para que ocorra a votação.

Além disso, assim que a obra terminar, é importante solicitar a vistoria do espaço à empresa que realizou o serviço de reforma, a fim de verificar se não ocorreu nenhum problema com a estrutura, como infiltração.

Essas foram algumas dicas de como lidar com obras em condomínio. Se você tem uma reforma se aproximando, não deixe de se preparar com antecedência: conheça o regulamento de obras do espaço comum, comunique o conselho do condomínio e fique atento ao pós-obra e aos contratos.

Vale destacar que, durante o período de obras, é extremamente importante dar uma atenção especial ao controle de acesso, principalmente de pessoas que não moram ou não frequentam o condomínio, como prestadores de serviço.

Gostou de aprender como lidar com obras em condomínio? Quer melhorar o seu controle de acesso? Entre em contato conosco para conhecer a nossa solução!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

-
Share This