Gestão de estoque para loja de construção: tire as suas dúvidas aqui!

Gestão de estoque para loja de construção: tire as suas dúvidas aqui!
12 minutos para ler

Em uma empresa de materiais de construção, alguns cuidados precisam ser tomados para que ela consiga atingir bons resultados que estejam de acordo com o esperado no planejamento estratégico. 

Entre eles estão a capacidade de entender o seu público para gerar campanhas eficazes, contar com colaboradores que estejam bem preparados para prestar um bom atendimento, além de realizar uma gestão de estoque para que os produtos estejam disponíveis no momento e sejam facilmente encontrados, permitindo a fidelização de clientes.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você possa tirar as principais dúvidas sobre o assunto. Boa leitura!

Gestão de estoque: por que a má administração pode falir sua empresa?

Há alguns erros cometidos pelas lojas de materiais de construção que podem contribuir para que ela deixe de ganhar ou ainda tenha prejuízos. A seguir, confira os principais.

Não investir em tecnologia

O investimento em tecnologia, hoje, contribui para que as empresas possam alcançar resultados cada vez mais satisfatórios. Em uma gestão de estoque, isso não é diferente. Investir nesse setor vai contribuir para que seus colaboradores tenham acesso ao processo de entrada e saída de produtos, que possam fazer o registro sempre que houver uma demanda nova, além de permitir que você esteja a frente de seus concorrentes — ou na mesma página. 

Os erros mais comuns relacionados a essa má administração estão ligados a fatores humanos. Ao trabalhar com soluções manuais, existe a possibilidade de que seus colaboradores deixem de registrar algum dado importante ou até mesmo percebam a ausência de determinado material de muita saída apenas em um momento em que o tempo para solicitar novos itens ao fornecedor seja curto. 

Com o uso de uma tecnologia própria para isso, sua equipe conseguirá emitir notas fiscais, ter toda a rotina de vendas bem alinhada, planejar compras, além de compartilhar informações entre as pessoas envolvidas. 

Venda sem se certificar da disponibilidade do produto

Não há nada que mais desgasta a relação com o cliente do que a venda de um produto que não esteja mais em estoque. Isso faz com que ele crie a expectativa em relação ao material e, no momento de concretizar a compra, não há como fechar negócio. 

Como consequência, esse potencial cliente ou até mesmo aquele consumidor que já é fiel vai migrar para outras empresas, aumentando as possibilidades de você perdê-lo para a concorrência. 

Como estruturar um processo de gestão de estoque em sua empresa? 

A seguir, selecionamos as dicas principais no que se refere à estruturação do processo de gestão de estoque em uma empresa.

Classificar materiais

O primeiro passo é que você e sua equipe possam classificar os seus materiais. Mesmo ao utilizar a tecnologia como aliada, existe a necessidade de que eles sejam selecionados por categorias. Isso vai contribuir para que os profissionais possam encontrá-lo com facilidade, além de aumentar o controle sobre o que há ou não disponível.

Como executar essa classificação? Um exemplo prático é separá-los em categorias, além de alocar o que é consumo interno da loja ou bens para varejo. No entanto, isso vai depender de sua realidade e das necessidades de seu negócio. 

Realizar periodicamente o inventário de estoque

Você já ouviu falar no inventário de estoque? Essa etapa de seu controle é fundamental para que atinja os seus objetivos de forma precisa, uma vez que ele vai proporcionar melhorias na gestão, vai aprimorar o atendimento ao cliente, além de contribuir para uma boa organização e para a redução de perdas de modo geral. 

Para que ele seja elaborado de maneira efetiva, além de classificar os materiais (já abordado acima), também indicamos que identifique a rotatividade de seu estoque — também conhecido como giro de estoque. É preciso que sua equipe tenha a ideia de quando o estoque precisa ser resposto e em qual é esse período. 

Ter o entendimento do período é um fator que não pode ser deixado de lado, pois há determinadas épocas do ano em que as vendas tendem a ser maior. Assim, as chances de que o planejamento anual atendam às expectativas de seus clientes aumentam consideravelmente. 

Também é preciso definir a periodicidade do inventário. De quanto em quanto tempo os seus colaboradores realizarão a contagem dos materiais disponíveis em estoque? Para responder a essa questão, entenda sobre os três formatos de estoque mais comuns para definir a periodicidade.

Estoque rotativo

Nesse tipo de periodicidade, é a empresa quem vai definir qual é o intervalo de tempo em que vai haver a checagem do estoque. Isso depende do volume de vendas e das necessidades do negócio, pois pode ser diário, semanal ou mensal. 

Estoque periódico 

É aqui que define-se um período final para o inventário de estoque. O principal objetivo é entender de forma mais precisa quais foram as falhas durante o processo, o aperfeiçoamento que pode ocorrer ao longo dos meses, bem como realizar relatórios que possam servir como planejamento para os próximos anos. 

Estoque permanente

Como o próprio nome já diz, isso se relaciona com aqueles materiais que sempre têm saída em sua loja. O ideal é que a checagem seja feita sempre que houver a entrada ou a saída de um produto — comprovando a importância de soluções automatizadas para facilitar o processo. 

Quais as principais dicas para reduzir custos? 

Agora que você já sabe o que é uma gestão de estoque eficaz e como implementá-la em seu negócio, selecionamos algumas dicas que vão contribuir para que sua empresa possa reduzir custos com a gestão de estoque. 

Livrar-se do excesso de mercadorias

Entre os ganhos de um controle eficaz, destaca-se a possibilidade de livrar-se do excesso de mercadorias. Ter reservado itens que não têm saída não é positivo para a sua empresa, pois vai demandar espaço que poderia ser utilizado por produtos que de fato despertam o interesse de seu público. 

Por essa razão, entenda quais são esses materiais para que possa “livrar-se” deles. Como identificá-los e fazer essa etapa sem que haja prejuízos ao negócio? 

  1. Marque todos os produtos que você classificou com pouca saída e que já estão há algum tempo no estoque;
  2. Reúna com seus colaboradores para que tenham metas de vendas específicas para esses produtos. Com o objetivo de auxiliar nesse processo, faça descontos, promoções ou até mesmo “combos”, em que eles sairão a um preço muito mais em conta em conjunto com outro item;
  3. Caso nenhuma dessas alternativas traga o efeito esperado, doe os materiais para alguma instituição que precisa, por exemplo. 

Adquirir apenas a quantidade certa

O gestor que adquire uma quantidade muito acima daquela que é vendida, certamente não tem um planejamento bem definido. Como a gestão de estoque permite ter um controle maior sobre as suas entradas e saídas de produtos, contando com a tecnologia como aliada para auxiliar nesse processo, nas próximas compras, utilize esses dados para adquirir apenas o necessário.

Isso evita que haja produtos parados em seu estoque sem utilização, trazendo os malefícios que abordamos mais acima. 

O que é ruptura de estoque e como evitar? 

A ruptura de estoque acontece justamente quando a sua empresa não tem o material desejado pelo seu consumidor no momento da compra. Para entender como quantificar o nível de ruptura de estoque de seu negócio, o primeiro passo é analisar a porcentagem de seus produtos em falta com o total de itens da loja — o que também é adaptado de acordo com a realidade do negócio. 

Quais são as 3 principais causas da ruptura de estoque? 

1. Erros de previsão de demanda

Essa causa está relacionada com o fato de o gestor não conseguir prever de maneira exata qual é a demanda por determinado produto, fazendo com que ele fique em falta para os clientes. Para evitar essa falha na gestão de loja do varejo, novamente destacamos a necessidade de contar com a tecnologia para auxiliar nas previsões. 

2. Problemas com as gôndolas

Seus colaboradores precisam ser orientados a sempre reporem os produtos nas gôndolas de acordo com a necessidade. Esse fator é essencial para evitar a ruptura, uma vez que o material que não esteja em seu local adequado com o preço destinado para venda certamente não será vendido. 

3. Mal gerenciamento de compras

O mal gerenciamento de compras traz prejuízos não apenas para o estoque, mas, também, para a gestão financeira de seu negócio. Por essa razão, faça uma análise a partir das informações coletadas em todo o seu controle para que esse fator não seja determinante no alcance das suas metas e resultados planejados.

Quais as vantagens da tecnologia para a gestão de estoque?

Ao longo de todo conteúdo, mencionamos brevemente sobre as vantagens de contar com a tecnologia no varejo como aliada na gestão de estoque. No entanto, esse fator é tão decisivo para o sucesso de seu negócio que reservamos um tópico apenas para explicarmos sobre as vantagens que ela oferece. Confira!

Aumenta o lucro da empresa

Conforme explicamos, o uso da tecnologia nesse controle permitirá que as falhas humanas sejam reduzidas. Ou seja, sem esses erros, comuns de trabalhos manuais, você consequentemente terá vendas mais atrativas, contribuindo para uma melhoria no fluxo de caixa. 

Dependendo do tamanho de sua loja de materiais de construção, exercer essa etapa de seu processo manualmente é praticamente impossível, pois seus colaboradores não terão a noção clara de quais produtos ainda têm disponíveis para a venda e quais precisam fazer a solicitação ao fornecedor. 

Contribui para uma eficiência maior durante os processos

A produtividade de sua equipe é um fator que precisa ser considerado para o sucesso de sua empresa. Por meio dela, você terá profissionais mais engajados com os resultados, vai contribuir para que eles exerçam funções mais estratégicas (atendimento de qualidade ao cliente) em vez de trabalhos manuais, além de aumentar a sua satisfação no trabalho. 

A tecnologia na gestão de estoque traz justamente isso: oferecer equipamentos aos colaboradores para que eles tenham uma rotina mais otimizada e possam automatizar questões burocráticas. 

Automatiza os processos

É comum em lojas que têm muitos colaboradores e muitas de produtos itens deixaram de ser vendidos simplesmente pela falha de comunicação. Imagine só a seguinte situação: determinado material estava em falta há mais de um mês, mas chegou recentemente em seu estabelecimento. 

Há alguns funcionários que ainda não sabem dessa atualização, deixando de vender esses produtos que têm alta saída. A partir do uso de uma solução para o controle de estoque, esses produtos ficam disponíveis para acesso instantaneamente, automatizando os processos. 

Todas essas vantagens apresentadas são essenciais para que a sua loja mantenha um bom funcionamento, além de garantir resultados mais expressivos.

Contribui para a escalabilidade de sua loja

A sua intenção é estar em constante crescimento para que possa até mesmo abrir algumas filiais mais adiante? Futuramente, deseja expandir os seus negócios para o meio virtual e vender seus produtos a partir de uma logística eficaz para todo o país? Esses objetivos só serão possíveis caso o seu negócio seja escalável, com um bom planejamento e entendendo quais são os obstáculos para chegar até lá, além de dados cruciais para a tomada de decisão estratégica

Uma solução de gestão de estoque contribui para que você possa entender como está a venda de seu negócio, em quais quesitos é possível aprimorar e quais itens necessitam de uma atenção especial por parte de suas campanhas. Além disso, caso a sua intenção de fato seja expandir para o virtual, ter um excelente controle de estoque é imprescindível para que seus clientes prossigam na compra para aquilo que de fato você terá disponível para a venda.

Neste conteúdo, você pôde entender sobre a importância de uma gestão de estoque para a loja de materiais de construção. Além disso, entendeu como implementar e qual é a importância de contar com a tecnologia como aliada nesse processo. 

Para que tudo isso seja efetivo, é preciso estabelecer um bom planejamento, de modo que esse controle possa trabalhar como um aliado das projeções de suas metas e para que seus profissionais atendam da melhor maneira os clientes de seu negócio. 

Ficou interessado em saber um pouco mais sobre isso? Entre em contato com a gente, converse com nossos profissionais e tenha a oportunidade de entender como uma solução vai auxiliar não apenas para o seu controle de estoque, como também o crescimento de seu negócio. Até a próxima!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-
Share This