fbpx

Guia completo sobre controle de acesso para condomínios

12 minutos para ler

O sistema de controle de acesso é fundamental para acompanhar o que acontece dentro do condomínio e nas suas proximidades. Isso reduz os riscos de acontecimentos que ameacem a integridade física de todos os cidadãos que fazem uso dessas áreas, afinal, várias pessoas desconhecidas circulam nesses locais, visitantes, prestadores de serviço, etc.

Assim, neste artigo, vamos apresentar um guia completo sobre controle de acesso para condomínios e mostrar por que essa prática é tão importante para a segurança dos usuários. Além disso, vamos apresentar as tecnologias relevantes para realizar essa atividade com eficiência e falar sobre as soluções que podem ajudar os colaboradores e moradores a ter mais tranquilidade no seu dia a dia.

Gostaria de saber mais sobre como funciona o controle de acesso? Continue a leitura!

Como funciona o controle de acesso em condomínios?

O controle de acesso em condomínios permite o monitoramento do fluxo de entrada e saída de pessoas nesses ambientes. O gerenciamento desses eventos ocorre por meio do serviço de portaria presencial ou de forma automatizada e remota, com o uso de inovações tecnológicas. A portaria remota costuma ser mais utilizada em condomínios verticais e pode ser bastante econômica, eficiente e segura e auxilia os funcionários que trabalham nesse ramo.

Os sistemas atuais contam com uma central de monitoramento à distância, que otimiza a gestão dos acessos. Eles se tornaram uma tendência deste segmento de mercado por que geram inúmeras vantagens aos usuários. O reforço na segurança condominial, a redução dos custos com serviços de portaria e a eliminação de falhas humanas são benefícios interessantes.

A portaria remota utiliza procedimentos para liberar o acesso aos condomínios à distância, a partir de uma central que facilita a vigilância ininterruptamente. Quando o interfone é acionado por alguém, os profissionais atendem pela central remota de gestão, após receber em tempo real as imagens das câmeras e o áudio do usuário.

Dessa maneira, o visitante é identificado antes da mensagem chegar ao destinatário. A central faz o contato por telefone, e somente libera a entrada com a autorização do morador. Os moradores podem acessar livremente os locais utilizando dispositivos tecnológicos de identificação. Já para o ingresso e saída de automóveis, são usados controles remotos anticlonagem que abrem e fecham os portões.

Caso o condômino não esteja com o dispositivo, ele pode entrar em contato com a central remota e solicitar a permissão para acesso. Se o controle for perdido, o usuário tem o dever de comunicar imediatamente a empresa de segurança em condomínio para que ela efetue o bloqueio dele. Depois de realizar esse procedimento, o dispositivo deixa de funcionar.

Nas situações de perigo, o condômino pode acionar um alarme de pânico silencioso que avisa a central remota. Tudo o que acontece nas dependências do condomínio fica registrado e disponível no sistema, que faz um controle rígido e torna esses ambientes mais seguros. Essa é uma forma inovadora e eficaz para conferir segurança para esses locais.

Quais os tipos de controle de acesso em condomínios?

Existem diversas opções para fazer o controle de acesso nos condomínios. Alguns sistemas utilizam leitores conhecidos como tag, senhas, reconhecimento biométrico, entre outros dispositivos de identificação de alta tecnologia. As inovações registram quem entrou no local, a pessoa que liberou a entrada, as imagens do evento e os horários de entrada e saída dos usuários.

Os sistemas são úteis para cadastrar os moradores, prestadores de serviços e funcionários. Eles controlam o tempo em que cada pessoa permanece no condomínio e as tecnologias de ponta incrementam o gerenciamento realizado pelos profissionais especializados. Veja a seguir os principais tipos de controle de acesso em condomínios!

Acesso remoto

O sistema de acesso remoto minimiza as chances de erros humanos realizados por porteiros que gerenciam os movimentos. A tecnologia controla ao acesso de todas as áreas por meio de câmeras de vigilância que trabalham 24 horas por dia. Uma equipe especializada acompanha tudo de maneira online e autoriza o acesso utilizando radiofrequência ou biometria. Se faltar energia elétrica, os geradores garantem o acesso aos serviços.

Videoporteiro

Essa opção vai além do interfone, já que além do áudio ela possibilita a visualização de quem está fora do condomínio. O acesso é liberado sem que o usuário tenha que se locomover até o portão. O videoporteiro identifica o visitante, verifica se ele está acompanhado e permite que entregadores ou prestadores de serviços entrem no local.

Sensores de presença

Os sensores de presença são equipamentos que fazem parte de diversos sistemas de segurança dos mais variados ambientes. Eles são programados para detectar mudanças de temperatura e movimentos pelo envio de micro-ondas que acionam um alarme quando algo suspeito acontece. Os sensores infravermelhos são planejados para identificar a presença de calor parecido com a temperatura do corpo humano.

Biometria

O reconhecimento pela biometria pode ser por impressão digital ou facial para garantir controle total de quem entra no local. O controle biométrico é muito eficiente, tendo em vista que a tecnologia cria cadastro de moradores individuais e únicos para cada usuário. Algumas marcas incluem a garantia, inclusive, de reconhecimento de digital falsa, proporcionando ainda mais segurança ao controle de acesso. Os leitores para identificação são instalados na entrada dos ambientes e em outros locais podendo ser adaptados para diversas situações.

Controle de acesso por senha

Os condôminos e os colaboradores recebem uma senha pessoal para acessar o condomínio conforme o próprio nome sugere. Esse tipo de tecnologia elimina a necessidade de uso de chaves para as áreas condominiais. Desse modo, não há mais perda de chaves e nem insegurança devido ao extravio desses objetos que são usados para entrar em salas e residências.

Identificação por radiofrequência

Um sistema de identificação por radiofrequência (RFID) aplica tecnologia para comunicação de curta distância por meio de um receptor e uma etiqueta. Os bilhetes de transporte público lidos por máquinas são um exemplo disso. Esses sistemas controlam o acesso de diversos pontos do condomínio com o uso de um cartão que libera a passagem ao ser aproximado dos leitores.

A configuração do cartão possibilita o acesso em diversos setores e registra quem passou pelas portarias. Por isso, o uso dele ajuda a controlar a circulação de visitantes e profissionais dentro dos condomínios. Alarmes, câmeras, aparelhos televisores e outros equipamentos podem ser integrados a essa solução.

Por que o controle de acesso em condomínios é necessário?

Os sistemas de controle de acesso em condomínios realizam um cadastro com detalhes dos condôminos registrando um histórico de acessos, placas de veículos, fotografias de pessoas e muito mais. Assim, é possível permitir o acesso por pedestres com restrição em áreas comuns no caso de inadimplência e a entrada de veículos com uso de adesivos no para-brisa para abertura automática dos portões.

A garagem e a portaria são os locais de acesso mais vulneráveis para tentativas de entrada de pessoas mal-intencionadas. Os condôminos recebem as suas visitas, correspondências, entregas de mercadorias e prestadores de serviços por essas áreas. Os procedimentos de recepção e identificação devem ser realizados com cortesia e agilidade sem esquecer-se da vigilância.

Quais os riscos de não se preocupar com o controle de acesso?

Quando os moradores resistem e não querem seguir os procedimentos de acesso, ou os funcionários da portaria negligenciam as regras, todos os envolvidos são colocados em perigo. Os criminosos estudam os locais e as suas falhas de segurança antes de agir para que seus planos tenham probabilidade de sucesso. Se eles constatam que há facilidade de acesso, furtos, roubos e assaltos podem ser planejados.

Os prestadores de serviços que transitam livremente pelas áreas internas do condomínio podem perturbar os condôminos com barulhos em horas inadequadas. Por outro lado, se os visitantes estacionam nas vagas dos moradores, normalmente surgem conflitos entre os vizinhos. Além disso, condomínios com controle de acesso ineficiente estão mais propensos aos arrombamentos e arrastões.

A sensação de insegurança aumenta com a entrada de visitantes desconhecidos na área condominial. Desse modo, é fundamental conscientizar os funcionários e moradores sobre a obrigatoriedade de obedecer aos procedimentos de segurança do condomínio. Soluções tecnológicas ajudam, porém, continua sendo necessário controlar e registrar entradas e saídas nesses ambientes.

Qual a importância do uso da tecnologia no controle de acesso?

As tecnologias utilizadas precisam ser adequadas para as necessidades do condomínio de modo que os desperdícios sejam evitados, inclusive o controle de acesso em condomínios com área de lazer. Os gestores são os responsáveis por averiguar as técnicas aplicadas e considerar alternativas tecnológicas que conferem rapidez aos procedimentos. Confira os benefícios do controle de acesso adequado!

Segurança dos condôminos

Os profissionais que cuidam da portaria recebem treinamento efetivo para evitar a entrada de criminosos no recinto. Não importa se a presença deles é física ou virtual, são eles que questionam o destino dos visitantes e confirmam se estes têm autorização do morador para a entrada. O histórico gera um relatório com os dados e horários de todos os indivíduos que entraram no condomínio.

Geração de dados úteis

Por meio do histórico e dos relatórios, os administradores conseguem realizar análises para facilitar a sua tomada de decisão. Um dos deveres do síndico é definir o horário de troca de turno dos funcionários com base nessas informações de quantidade de acessos. Eles percebem o fluxo de entrada e saída dos visitantes em todos os períodos do ano, inclusive durante férias, feriados e finais de semana.

Praticidade no atendimento

A abordagem das pessoas se torna mais fácil e rápida. Os colaboradores da portaria solicitam o documento de identificação e o destino da visita. Depois confirmam se há permissão para liberar o acesso. O procedimento é ainda mais prático com o uso das plataformas de gestão condominial que podem ser acessadas pelos condôminos.

Registro de encomendas

Esse é um controle de recebimento e entrega de objetos realizados na portaria. O procedimento de identificação manual ocasiona erros que influenciam na segurança do condomínio. O uso de tecnologia pode aumentar a eficácia dos registros de encomendas e evita que falhas humanas interfiram na qualidade de vida dos condôminos. 

Controle da garagem

O acesso à garagem também necessita de controle efetivo para entrada de automóveis. Não se trata apenas de abrir os portões para que as pessoas entrem e depois simplesmente fechá-los. As câmeras são excelentes auxiliares da portaria no monitoramento de veículos que têm circulação autorizada nesses ambientes.

O que levar em consideração na escolha de uma solução de controle de acesso?

Para escolher uma solução de controle de acesso é importante considerar diversos fatores, principalmente os mecanismos e sistemas oferecidos no mercado. Deve-se levar em consideração as estruturas, os recursos, o nível de segurança, as vantagens e desvantagens das soluções ofertadas. Analise também a confiabilidade e a credibilidade da empresa contratada.

A escolha de um sistema para controle de entradas e saídas de pessoas é um investimento, por isso, valide todas as vantagens e diferenciais oferecidos pela empresa. Verifique ainda se a empresa oferece suporte em caso de dificuldades e problemas com os equipamentos e demais suporte na utilização do sistema.

A INFOX vem atuando neste mercado de tecnologia há mais de 30 anos e oferece aos seus parceiros soluções flexíveis, com uma completa infraestrutura de atendimento e consultores especializados. O atendimento técnico e o treinamento dos clientes e suas equipes fazem parte dos sistemas de controle de acesso para condomínios.

A solução da empresa é voltada à segurança em condomínios e controle de acesso para facilitar a gestão desses ambientes e os cuidados com os moradores, bem como para ajudar com as responsabilidades do síndico. A solução de controle de acesso atende as necessidades dos gestores e condôminos, permitindo o acesso seguro dos visitantes, colaboradores, entregadores e prestadores de serviços.

Enfim, agora você já teve acesso ao guia completo sobre controle de acesso para condomínios, aplique todas as dicas inseridas neste conteúdo e promova a segurança do seu emprendimento. Conte com uma parceria especializada para implementar as inovações tecnológicas a serem utilizadas em sistemas de controle de acesso e garanta a eficiência dos gestores.

Gostou do conteúdo e deseja mais informações sobre o assunto? Então entre em contato com a gente agora mesmo e fale com um de nossos consultores!

Você também pode gostar

Deixe um comentário