Guia sobre o “efeito coronavírus” nas lojas de materiais de construção

12 minutos para ler

O ano de 2020 foi surpreendido pela pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Nesse contexto, autoridades municipais e estaduais publicaram decretos que pudessem amenizar a disseminação do problema, uma vez que as medidas de isolamento social são as mais efetivas para reduzir a velocidade de contaminação entre a população.

Por essa razão, o “efeito coronavírus” atingiu empresas dos mais diversos segmentos, que precisaram adaptar as suas rotinas e oferecer novas condições de trabalho para seus profissionais, além de proporcionar segurança no espaço físico.

No varejo, especialmente se considerarmos as lojas de materiais de construção, não foi diferente. Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você entenda um pouco mais sobre esse cenário e conheça os impactos da pandemia no setor. Ainda, damos dicas para você sair de forma mais positiva dessa situação. Continue a leitura!

Qual o cenário atual?

Conforme explicado, a pandemia do novo coronavírus trouxe reflexos para os mais variados setores. Devido às medidas de isolamento social, as empresas que puderam adaptar as suas rotinas para o trabalho home office foram menos impactadas, pois as atividades tiveram prosseguimento mesmo sem o contato físico.

No caso do varejo de materiais de construção, as lojas não precisaram fechar as suas portas nas cidades que decretaram regras de funcionamento. Afinal, estão enquadradas nos serviços essenciais, que também englobam farmácias e supermercados.

Apesar disso, existe a necessidade de fazer uma projeção da atual situação, especialmente porque o foco do consumidor passará por mudanças. Outro ponto de atenção está relacionado à necessidade de dar segurança tanto para seus clientes quanto para seus colaboradores, de modo que as atividades possam continuar sem trazer riscos a ninguém.

Qual o impacto da pandemia no varejo?

Ao abordarmos o varejo de modo geral, observamos um impacto significativo da pandemia em seus resultados. Entenda!

Os impactos

O principal ponto de preocupação em relação à pandemia do novo coronavírus é a incerteza que ela traz para os mais variados cenários. Não se sabe até quando ela vai durar e nem quando virá uma vacina, única possibilidade para que as rotinas voltem a ser como antes. 

Nesse sentido, as pessoas estão mais precavidas com relação a gastos, e isso afeta diretamente os mais diversos segmentos da economia.

Logo no início da disseminação do vírus na Europa e no Brasil, essa consequência foi sentida diretamente em nossa bolsa de valores, que, em apenas uma semana, acionou o circuit breaker por 5 vezes (quando paralisam as compras e vendas de ações em momentos de queda acentuada).

Em um contexto tão incerto, existe a necessidade de as pequenas empresas buscarem por alternativas inteligentes para obter destaque no mercado, além de prosseguir com suas vendas mesmo em um contexto desafiador.

As mudanças ocorridas no segmento de construção

Como as lojas de materiais de construção não precisaram fechar, conforme explicamos, houve a possibilidade de já identificar uma mudança no comportamento do consumidor. Com relação ao perfil de vendas, por exemplo, os gestores identificaram maior saída de produtos “miúdos” para a casa.

Como as pessoas precisaram passar mais tempo em suas residências, mesmo as que continuaram com suas atividades profissionais (ficando os finais de semana em casa) identificaram necessidades que antes passavam despercebidas. Nesse sentido, portas, iluminação e itens para o banheiro tiveram um crescimento em suas vendas.

As perspectivas para o momento pós-pandemia

E quais são as perspectivas para o pós-coronavírus? De acordo com um estudo realizado pela Juntos Somos Mais, joint venture entre Votorantim Cimentos, Tigre e Gerdau, 30% das indústrias acreditam que o faturamento será até 10% menor no ano de 2020. Porém, 50% delas acreditam que a receita ficará em linha com o ano passado.

Segundo o mesmo estudo, o setor da construção foi menos afetado do que outros analisados, mas, para se manter em alta e se diferenciar de seus concorrentes, é preciso que as empresas busquem por soluções atrativas.

Qual a importância de adotar mudanças?

Desenvolver novas lógicas se torna essencial para sair na frente em um cenário de pandemia. A seguir, selecionamos o que pode ser feito para isso.

Mudanças no espaço físico

A primeira delas está relacionada ao espaço físico: é preciso oferecer segurança aos seus clientes. Portanto, disponibilize álcool em gel 70% nas mais diversas localidades de sua loja, além de exigir que apenas pessoas portando máscaras entrem no estabelecimento.

Oriente seus profissionais sobre a melhor forma de abordar os clientes, respeite as distâncias indicadas pelos órgãos mundiais de saúde (pelo menos, 2 metros) e estabeleça um limite de pessoas que possam permanecer no interior de seu espaço (o recomendado é que seja menos de 70% da capacidade total).

Redução da distância entre marcas e consumidor

Até mesmo o segmento das lojas de material de construção identificou a necessidade de reduzir as distâncias com o seu consumidor. Nesse sentido, vêm ganhando força os canais digitais e, até mesmo, estratégias que eram pouco utilizadas pela área, como delivery

As empresas que não investirem em um bom planejamento para essas áreas podem ficar para trás, mesmo quando a crise apresentar melhorias.

Boa experiência do cliente

Mais do que nunca, a experiência do cliente deve ser uma prioridade para as empresas. Ao focar em se tornar uma autoridade no assunto de seu segmento e ser lembrado de forma positiva pelo cliente, alguns benefícios poderão ser percebidos. Entre eles:

  • maior engajamento de seu público;
  • diferenciação em relação aos seus concorrentes;
  • maior flexibilidade por parte dos clientes;
  • mais rentabilidade para a empresa.

Como superar este cenário de incertezas?

Adotar estratégias eficazes para os seus resultados deve ser uma prioridade. Por essa razão, selecionamos as principais dicas para que a sua empresa supere este momento desafiador para o varejo provocado pelo novo coronavírus. Confira!

Tenha um bom planejamento

O primeiro passo é realizar um bom planejamento, para entender qual é a atual realidade de sua loja de materiais de construção e elaborar projeções que possam se adequar ao contexto. Faça um estudo sobre as suas finanças e as metas, entenda quais são os custos que podem ser cortados e otimize os demais gastos.

Além disso, caso o seu negócio tenha metas, é interessante fazer uma redefinição com base nos últimos resultados. Especialmente com relação à sua equipe de atendimento, é preciso motivar os colaboradores, para que possam prestar um bom serviço sempre. 

Com metas difíceis de ser batidas, o efeito será contrário, aumentando, inclusive, a rotatividade (que acarreta gastos diretos e indiretos, como necessidade de novas contratações e treinamento).

Invista em marketing digital

Uma das questões esperadas pelo mundo pós-pandemia é a baixa taxa de fidelização de clientes. O público se preocupará em encontrar lojas de acordo com suas necessidades e conveniências. 

Nesse sentido, existe a demanda por desenvolver estratégias que possam alterar esse quadro, e o marketing digital será um importante aliado nesse sentido.

As vantagens dessa estratégia

Entre as principais vantagens do marketing digital, está o aumento das oportunidades de você ser encontrado online. Enquanto durar a quarentena, isso será ainda mais relevante, pois garantirá sua presença mesmo sem o contato físico.

Além disso, a pandemia mostrou aos donos de lojas de materiais de construção que é preciso pensar em alternativas que vão além do espaço físico do negócio. 

Afinal, aquelas marcas que elaboram estratégias apenas para o ponto de venda podem ser ultrapassadas pelos seus concorrentes justamente pelo fato de o público não ter como encontrá-las sempre que houver interesse em novos produtos.

O marketing digital vai gerar, ainda, engajamento com o seu cliente, podendo trazer interações nos mais diversos canais de atuação. Outros pontos importantes:

  • acompanhar a jornada de compra de forma mais efetiva;
  • ganhar autoridade no mercado de construção civil;
  • permitir que empresas pequenas compitam com empresas maiores;
  • segmentar o público;
  • personalizar as ofertas;
  • conquistar resultados a longo prazo.

Os meios de se investir em marketing digital

Mas, afinal, como começar o investimento em marketing digital? O primeiro passo é conhecer a sua persona. Ela se refere uma representação semifictícia de seu cliente ideal e é bem mais detalhada que seu público-alvo. Veja:

  • público-alvo: pessoas entre 20 e 55 anos que desejam obter materiais de construção para a reforma de sua casa;
  • persona: Carlos, 30 anos. Recém-casado, identifica constantemente a necessidade de novos materiais de construção para possíveis reparos em sua casa. Deseja um atendimento de qualidade e preços acessíveis e quer encontrar uma loja que tenha seus produtos dispostos em um canal digital.

Percebeu como esse entendimento mais profundo poderá contribuir efetivamente para as suas estratégias? Com esses itens definidos, escolha os canais mais adequados para a sua persona e invista em produção de conteúdo relevante. Considere, também, as vendas online e o delivery, áreas que vêm ganhando destaque no mercado.

Preocupe-se com o seu atendimento

Para garantir uma boa experiência ao seu público, o atendimento de qualidade é um ponto importante. Com ele, torna-se possível fidelizar os clientes, gerando o famoso marketing boca a boca.

Por essa razão, é fundamental que seus profissionais conheçam bem os produtos de sua loja. Hoje, o consumidor pesquisa incansavelmente os mais variados tipos de itens antes de ir ao espaço físico de seu negócio. 

Além disso, é possível que ele utilize a sua própria loja como referência para pesquisar por outros materiais. Sendo assim, vai solicitar informações, tirar dúvidas e explicações.

Em um cenário tão competitivo e com clientes mais exigentes, colaboradores que não oferecerem uma boa experiência ao público nesse sentido poderão fazer com que empurrá-lo para a concorrência. 

Lembre-se: a pandemia nos mostrou que é preciso sempre prezar por um contato positivo com as pessoas que frequentam o seu estabelecimento, para que, até mesmo em períodos desafiadores, a sua marca seja lembrada como referência.

Além disso, a comunicação via WhatsApp pode ser uma ferramenta interessante, por permitir mais rapidez e praticidade (a resposta automática é um bom exemplo). Por fim, trabalhar com um cartão próprio traz mais flexibilidade de compra e aumento do ticket médio e do faturamento — além de ser um diferencial de atendimento ao seu público!

Fortaleça o seu comércio eletrônico

Até recentemente, lojas de materiais de construção não estavam preocupadas em manter um comércio eletrônico eficaz. Nesse sentido, durante a pandemia, saíram na frente aquelas que já tinham uma estratégia construída e dominavam a área, garantindo um bom atendimento aos clientes.

Então, não fique para trás! Busque aperfeiçoar a sua loja para oferecer essa funcionalidade, uma vez que poderá até mesmo ampliar seus resultados. Afinal, no comércio digital, não há fronteiras físicas, permitindo que o seu negócio atenda um número maior de pessoas.

Aqui, é preciso ter cuidado quanto à gestão de estoque e de fretes e entregas. Como essa modalidade traz desafios específicos, o ideal é que os seus funcionários passem por treinamentos.

Concentre-se em seus pontos fortes

No momento de realizar o seu planejamento, é importante entender quais são as características de sua loja que a diferenciam da concorrência e quais podem ser aperfeiçoadas. Concentre-se nos pontos que trazem novas oportunidades e, com base neles, trabalhe para atrair ainda mais pessoas interessadas em seu atendimento e produtos.

Atente para o fluxo de caixa

Cenários desafiadores exigem que empresas de qualquer porte e segmento tomem cuidado com relação às suas finanças. Por essa razão, preste atenção ao seu fluxo de caixa, a fim de alinhar processos e monitorar a folha de pagamento, além de ser mais preciso no controle de dados.

Com isso, você terá um melhor controle de estoque, tão importante para ampliar a sua loja para outros canais, como o digital.

Neste conteúdo, você pôde entender um pouco mais sobre o efeito coronavírus nas lojas de material de construção e a necessidade de ir atrás de alternativas que agregue valor a seu atendimento. Ainda, você teve a oportunidade de conhecer as projeções para os próximos meses, o que lhe permitirá preparar-se da melhor forma. 

O ideal é que a sua empresa encontre soluções que ofereçam uma boa experiência aos clientes nas mais diversas etapas de sua jornada, desde o conhecimento do negócio até o pagamento. Assim, sua loja se destacará com relação à concorrência, obtendo melhores resultados.

Gostou das dicas que apresentamos neste conteúdo? Assine a nossa newsletter e receba outros textos como este em sua caixa de entrada! Aproveite para seguir a INFOX em nossas mídias sociais: Facebook, Instagram e LinkedIn!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-