fbpx

Saiba tudo sobre como evitar a inadimplência

12 minutos para ler

A inadimplência é uma das principais dores de qualquer empresário. Vender produtos e serviços e não ter o pagamento do cliente efetuado causa diversos impactos negativos para o seu negócio. Mas como evitar a inadimplência?

De acordo com um levantamento apresentado antes do início da pandemia, o Brasil já contava com cerca de 61 milhões de consumidores inadimplentes. Nos cenários de incertezas econômicas, as empresas devem reforçar os cuidados na hora de conceder crédito.

Para evitar as chances de deixar a saúde financeira do seu negócio instável por causa da inadimplência de clientes, é preciso colocar em prática algumas ações. Continue a leitura deste artigo e saiba tudo sobre como evitar a inadimplência.

Quais são os impactos da inadimplência em um negócio?

Antes que você conheça as principais boas práticas para evitar a inadimplência, é interessante que você saiba quais são os impactos dela para a sua empresa. Quando não se tem um controle detalhista do seu processo de crédito, é comum que o empresário não compreenda por que as contas não estão fechando direito. A seguir, confira como consumidores inadimplentes podem impactar a saúde financeira do seu negócio.

Desequilíbrio das contas do negócio

Quando o seu fluxo de caixa, com entradas (vendas) e saídas (pagamentos), não é registrado, em pouco tempo, você vai ver que as contas da sua empresa não vão fechar. A ausência de controle dá brecha para que ocorra o gasto desnecessário e, até mesmo, para o desvio de valores. Isso é muito comum em empresas familiares em que as contas do negócio e as pessoais não são separadas.

Se não há uma gestão do seu fluxo de caixa, a tendência é de que os seus compromissos também não tenham planejamento. A consequência é que, além de a sua empresa não receber de clientes inadimplentes, ela também corre o risco de não ter caixa suficiente para cobrir os seus custos e as despesas.

Aumento de gastos não planejados

Vamos pensar em um seguinte cenário: um empresário vendeu o seu produto no valor de R$ 600, sem contrato e avaliação de crédito, para um cliente. No entanto, o método de pagamento utilizado foi um sinal de R$ 200 e o restante seria quitado em duas parcelas com crédito em conta.

No entanto, quando chegou a data do pagamento da primeira parcela, o cliente não honrou com o compromisso e nem o fez no mês seguinte. Naturalmente, houve um impacto no seu caixa. Quando esse é um fato isolado e o seu faturamento está bom, você consegue cobrir essa pendência de uma forma que demande menos esforço.

Agora, quando o seu faturamento não está legal e/ou a inadimplência é frequente, a tendência é de que você busque por empréstimos para cobrir o rombo no caixa. Além disso, a saúde financeira da sua empresa começa a ficar comprometida e as suas contas podem ser submetidas a pagamentos em atraso, o que ocasiona juros e multa.

Redução do desempenho financeiro

Se o seu negócio começa a registrar o aumento na taxa de inadimplência, você já viu que a saúde econômica da sua empresa é impactada negativamente, não é verdade? A consequência disso é o desempenho financeiro do seu negócio, que é puxado para baixo. Isso significa que a sua empresa tende a entrar no vermelho e, em vez de gerar lucro, ela acumula prejuízos.

Para garantir que o seu desempenho financeiro está performando da maneira correta, é essencial que você registre todo o seu fluxo de caixa, tenha um controle patrimonial e conte com um contador de confiança para fazer o balanço patrimonial do seu negócio. Esse relatório é obrigatório para toda empresa e é uma oportunidade para que o empresário realmente conheça como está indo o desenvolvimento do empreendimento.

Quais são os principais fatores que levam à inadimplência?

Do ponto de vista do cliente, há diversos gatilhos que causam a sua inadimplência. Falta de planejamento financeiro e desligamento do trabalho são os principais motivos para que os consumidores entrem na lista dos devedores. Agora, esses cenários não significam que toda empresa vai ter uma taxa alta de clientes inadimplentes.

A verdade é que todo trabalhador está sujeito a incertezas financeiras, mas o seu negócio pode implementar ações estratégicas para reduzir as chances de que maus pagadores se tornem clientes da sua empresa. Quando o consumidor está apenas vivendo uma fase ruim, a tendência é de que ele faça o acerto e busque por acordos para quitar a dívida. Um mau pagador nunca vai honrar com a pendência. Continue a leitura e veja as principais causas da inadimplência.

Falta de planejamento estratégico

A sua empresa tem um planejamento estratégico? Esse documento é o que firma quais são as ações que o negócio vai implementar para alcançar os seus objetivos. É preciso que você faça isso e avalie um cenário próximo, geralmente o ano subsequente e os próximos 3 a 5 anos.

O interessante é que você comece a sua empresa já com um plano de negócio. No entanto, se isso não foi feito, tranquilize-se. Você pode fazer o planejamento estratégico a qualquer momento. O importante é saber que é essencial ter isso consolidado. Para construir o da sua empresa, uma dica interessante é já aplicar processos de controle de dados para que você possa usá-los como parâmetro de definição de metas.

Ausência de uma diretriz de crédito

Um dos equívocos mais comuns dos empreendedores é não ter uma diretriz de crédito consolidada. Ela diz respeito às boas práticas que a sua empresa adota para reduzir a exposição ao risco da inadimplência. Um exemplo de ação que faz parte de uma diretriz é o desenvolvimento de uma política de crédito.

Esse documento é o responsável por registrar quais são as ações adotadas pela empresa para a concessão de crédito e seus processos de relacionamento com o cliente. Basicamente, ele apresenta como acontece o procedimento de análise de crédito e é um tipo de manual para a sua equipe. Coloque a consulta ao score de crédito e ao Cadastro Positivo para avaliar o cliente e o perfil do devedor na sua política.

Fluxos com gaps e inconsistências

A sua empresa tem processos consolidados? Fluxos com gaps e inconsistências são responsáveis por expor o seu negócio ao risco de crédito. É essencial que você faça o mapeamento de como o processo de venda deve acontecer. Ele está diretamente relacionado com a jornada do seu cliente.

Se o seu fluxo não está bem desenhado e claro para a sua equipe, a tendência é de que situações indevidas aconteçam. No exemplo que usamos no início deste artigo, você pode perceber que existem diversos equívocos durante o processo de venda: ausência de contrato e pagamento por crédito em conta, por exemplo.

O contrato é um instrumento jurídico que resguarda ambas as partes. É fundamental que todo processo de venda que envolva altos valores seja registrado por via contratual. Além disso, hoje, há diversas soluções que tornam o processo de pagamento mais seguro para o fornecedor, como é o caso do uso de meios elerônicos de pagamentos, como os cartões de crédito (incluindo o cartão próprio da loja).

Despreparo da equipe na cobrança

Uma equipe incapacitada é uma das grandes responsáveis por uma empresa com uma taxa alta de clientes inadimplentes. Quando os seus funcionários não conhecem as boas práticas para evitar vendas para clientes que não são o que a sua empresa quer, a consequência é fechar negócios que não são interessantes.

Por isso, garanta que os seus funcionários tenham acesso à informação de qualidade sobre maneiras de evitar vendas para clientes maus pagadores. Compartilhe um conteúdo relevante e invista em treinamentos para que a sua equipe esteja alinhada com as melhores práticas do mercado. Inclusive, se você está a frente de um pequeno negócio, saiba que é importante aprimorar os seus conhecimentos em crédito e cobrança para garantir um desenvolvimento sustentável da sua empresa.

Quais estratégias usar para reduzir a inadimplência?

Para que você consiga reduzir a exposição da sua empresa a maus pagadores, é interessante consolidar um processo de gestão da inadimplência. Pensando nisso, elegemos as melhores ações estratégicas para implementar no seu negócio a fim de evitar a inadimplência. A seguir, veja quais são elas.

Invista em um sistema de automação de cobranças

A tecnologia permite que a sua empresa saia de um fluxo operacional e consiga atuar de maneira cada vez mais estratégica. Com um sistema de crédito e cobrança, é possível automatizar todo o processo. Um dos problemas comuns, no entanto, é que os empreendedores entendem as soluções tecnológicas como um gasto.

Entretanto, hoje, você pode encontrar opções que oferecem o serviço no modelo de assinatura. Em vez de pagar por uma licença, você assina o serviço e pode acessá-lo de qualquer lugar, desde que tenha acesso à Internet. Além disso, é possível coletar o retorno financeiro em pouco tempo. Afinal, você vai conseguir reduzir custos operacionais e tornar o fluxo menos burocrático, evitando os erros e otimizando até a recuperação de crédito.

Ofereça um portal de acesso personalizado para o cliente

A experiência do cliente deve ser otimizada também nos canais digitais. Uma forma interessante para agilizar os seus processos e ainda facilitar a vida do seu consumidor é disponibilizando um ambiente personalizado para o seu cliente. Uma área de acesso do consumidor, dentro do portal digital da sua empresa, pode trazer um recurso que permite a ele a emissão de uma segunda via de boleto ou, até mesmo, um acordo de pagamento, por exemplo.

Isso ajuda a empresa a reduzir a inadimplência, pois o cliente tem autonomia e flexibilidade para quitar a dívida. Vale a pena buscar por desenvolvedores que consigam proporcionar esse tipo de solução para o seu negócio. Com certeza, você vai ver o tempo de inadimplência ser diminuído.

Construa uma equipe especializada em cobrança

Em outro tópico, falamos sobre a importância de investir em treinamentos sobre o tema para a sua equipe. Se você tem orçamento disponível, é interessante pensar em construir uma equipe especializada em executar todas as rotinas produtivas relacionadas aos processos de crédito e cobrança.

Quando o faturamento da sua empresa começa a crescer, é hora de começar a implementar ações para fortalecer o controle dos dados, além de garantir que as suas vendas serão realizadas considerando critérios que resguardam o negócio. O processo de cobrança é extremamente sensível. Por isso, é primordial que todas as suas etapas sejam pensadas tanto do ponto de vista do consumidor quanto do ponto de vista da empresa. Somente uma equipe especializada consegue fazer isso.

Tenha indicadores para acompanhar os pagamentos

As métricas são ferramentas que permitem controlar o andamento dos processos e consolidar dados estratégicos para as tomadas de decisões. Defina os indicadores para acompanhar os processos de pagamentos dos seus clientes.

É interessante que você identifique quais são os meios de pagamentos mais utilizados pelos consumidores, quais são as opções de prazos que eles mais usam, o seu ticket médio, além da quantidade de inadimplentes, bem como o tempo que eles permanecem em dívida com a empresa.

Uma solução tecnológica de meios de pagamento pode oferecer a você a consolidação desses indicadores, garantindo maior credibilidade em relação às informações geradas. Dessa forma, você tem uma gestão à vista do seu processo e vai saber como lidar com a inadimplência com decisões inteligentes.

Avalie a terceirização do seu processo de cobrança

Você viu que pode criar uma equipe para cuidar do seu processo de cobrança e evitar a inadimplência. Porém, saiba que uma opção interessante é buscar pelo outsourcing (terceirização) da cobrança.

Se você tem um negócio pequeno, com uma equipe reduzida, e o faturamento está crescendo de maneira exponencial, a terceirização é uma decisão que ajuda a sua empresa a atuar para evitar e corrigir problemas de inadimplência com uma resposta mais ágil e econômica.

Afinal, fazer a seleção de candidatos, construir uma área com processos, treinar e capacitar profissionais é uma jornada extensa e cara para o negócio. Todo esse fluxo demoraria para começar a funcionar em alta performance e o seu negócio poderia começar a perder oportunidades de ganhos.

Com este artigo especial sobre como evitar a inadimplência, esperamos que você consiga colocar em prática ações estratégicas e otimizar a qualidade do seu processo de crédito e cobrança. Use o nosso artigo como um guia para ajudar você a consolidar essas diretrizes no seu negócio e conquistar uma empresa com um desempenho financeiro de referência.

Se o nosso post foi interessante para você, então, compartilhe este artigo com seus amigos nas redes sociais! Aproveite também para fazer baixar gratuitamente este e-book: “A importância da gestão de crédito como diferencial no varejo”.

Você também pode gostar

Deixe um comentário